Não tem que manter isso aí, viu?

Caros amigos

“A política é uma arte de negociação para compatibilizar interesses”. Resta perguntar: Negociação do quê? Compartilhar o quê? Quais interesses? Interesses de quem?

Pelo que temos testemunhado e pelas consequências visíveis da prática dessa “arte”, todas as respostas excluem os que deveriam ser os focos da politica: “O POVO E O INTERESSE PÚBLICO’!

De camarote assistimos à prática do “mais do mesmo” entre os escolados da política do “quanto é que eu vou ganhar com isso?”.

Vemos um vai e vem de coligações, acordos, nomes e apoios em uma dinâmica maldita de negociatas, de nomes e de negociadores.

O ambiente é fétido, mas a carniça deve valer a pena, basta observar o sobrevoo e os rasantes dos abutres a cada demonstração de fraqueza de algum dos protagonistas do espetáculo histórico da demagogia e do ilusionismo.

Observamos bons homens que, como galinhas desavisadas, cercam-se de raposas poderosas, acreditando que elas estão ali apenas para proteger os ovos e, quando se dão conta, ja viraram reféns dos
seus “desinteressados” apoiadores.

Afinal, o que os artistas dessa política negociam, o que querem compartilhar, quais são os seus reais interesses e quem são os verdadeiros Interessados?

O povo e o interesse público, com certeza, não fazem parte das respostas. Mas, próximos delas, iremos encontrar políticos desonestos, corruptos, corruptores e os grandes partidos de variados matizes, ou seja, os abutres e as raposas de sempre!

Ao contrário do que escutamos de um corrupto para um corruptor, NÃO temos que manter isso aí NÃO, viu?”

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Publicado em Atualidades | Deixe um comentário

Favreto seria uma vítima?

Caros amigos

Pelo que pude avaliar, o Desembargador Rogério Favreto é um petista padrão, do tipo que quer que o mundo todo se dane, desde que Luiz Inácio Lula da Silva, a entidade espiritual máxima da religião petralha, esteja livre para encantar a fauna dos esgotos bolivarianos.

Por ser mais uma vítima inebriada da sedução do ladrão maior do seu partido, o Sr Favreto não teve qualquer prurido para valer-se do seu “plantão” e do recesso do já desacreditado judiciário brasileiro para desmoralizar ainda mais a política e as leis brasileiras e para criar um clima de instabilidade e de indignação que só aos canalhas interessa.

Seria ele mais uma vítima? Deixo a resposta aos critérios de cada um, afinal, Lula, o ilusionista, tem o poder de transformar no que quiser todos os que se comprazem com as suas mentiras!

Considerando que o Sr Favreto está sendo levado por cega obsessão pelo líder dos cafajestes, caberia ao “Analista de Bagé” dar-lhe alguns de seus terapêuticos “croques” para que ele se avive e caia na realidade do perigo da sua insensatez!

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | Deixe um comentário

Zé Dirceu, Gleisi Hoffmann, Têmis e o STF

Caros amigos

É inacreditável, mas, no Brasil, um bandido, um corrupto como o Sr José Dirceu, ao invés de estar na cadeia para cumprir os seus mais de 30 anos de prisão, é posto em liberdade provisória por ministros da Suprema Corte por causa de um suposto erro de matemática de um Tribunal Federal de 2ª Instância!

Somente no Brasil, uma senadora da República, acusada de locupletar-se indevidamente, com a ajuda do marido, de um milhão de Reais, é inocentada pelos mesmos ministros, porque as provas do crime foram “colhidas” pela polícia e não pela corte!

Zé Dirceu tem alergia à verdade e à honestidade, é um quadrilheiro! Gleisi Hoffmann é a apátrida que prega até a violência extrema em defesa dos criminosos da sua súcia. É a mesma que se pronunciou no canal de televisão da Al Jazeera, contra o Brasil!

Partindo da premissa que acabo de criar, “diga-me quem absolves e te direi quem és”, posso inferir que são todos farinha do mesmo saco e que, mais cedo ou mais tarde, a julgar por seu comportamento, acabarão por perder as prerrogativas que se esforçam para preservar e serão julgados pela verdadeira justiça dos homens.

A indulgência seletiva dos ministros os transforma na ANTÍTESE de Têmis, a divindade grega que representa a justiça. Seus sentimentos de equidade são definitivamente duvidosos. A venda nos olhos não os torna imparciais, mas hipócritas. A espada não usam em defesa do direito, mas do favoritismo. A balança, convenientemente ausente na estátua à frente do STF, os exime de dar tratamento igual e justo aos que, por razões misteriosas, merecem a sua proteção.

Tanto quanto a maioria dos brasileiros, eu, além de não confiar, tenho vergonha desta Suprema Corte!

É um direito que me assiste!

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 29 Comentários

Meu comentário sobre os 30 anos da CF/88

Publicado em Atualidades | 1 Comentário

As multidões e o julgamento de Lula

Caros amigos

Com um discurso demagógico e aliado a corruptos e corruptores poderosos, Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu engambelar o segmento mais humilde e vulnerável da sociedade e conquistar – e comprar – os votos que o colocaram, por oito anos, no cargo máximo da república.

Todas as “virtudes” de Lula identificam-no com a figura clássica de um falsário – ridiculamente patético aos olhos das pessoas minimamente avisadas – que adotou a alcunha e a postura de uma “metamorfose ambulante” na busca das suas ambições pessoais.

Desdenhou do poder e do alcance das instituições, subestimou a paciência e a ingenuidade do povo que, sem dar-se conta, deu-lhe o que nunca fez para merecer!

Seu desprezo por nós e pela nossa inteligência fez com que encontrasse a porta da cadeia, onde parte da sua quadrilha já o esperava.

Fez da mentira a marca da sua ascensão, confiando sempre no “perdão” que a índole e o caráter dos seus liderados e comparsas lhe concederiam a cada revelação da verdade sobre sua obra e sua desonestidade.

É a crença neste nefasto compadrio que leva seus caríssimos advogados a insistir e a apostar no resultado de um julgamento “a portas fechadas”, em um tribunal aparelhado e politicamente comprometido, para devolvê-lo à liberdade, no próximo dia 26 de junho!

Não sou nem nunca fui adepto da violência irresponsável das massas e, portanto, permito-me lembrar aos senhores ministros que Lula é um criminoso julgado e condenado em duas instâncias da justiça e que o povo brasileiro, há muito, não se enquadra na qualidade de ingênuo ou de desinformado.

Repito, com a veemência de quem ainda acredita em respeito e bom senso: “É preciso ter muito cuidado com a cólera das multidões”!

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 2 Comentários

O que o próximo Governador do DF TERÁ QUE fazer?

Caros amigos

Seja quem for o próximo Governador do DF, ele (ou ela) TERÁ QUE iniciar sua gestão sabendo que há poucos recursos para investir no que precisa ser feito.

Por causa disso, TERÁ QUE listar e priorizar as “necessidades” da população, tendo o cuidado de não confundi-las com os seus “desejos” e colocar no topo da lista as regiões mais carentes e ainda desassistidas.

TERÁ QUE, antes de mais nada, auditar os gastos públicos para saber onde há desperdício e despesas inúteis, para reduzir o custo do governo. Para isso, TERÁ QUE modernizar e agilizar a gestão, enxugar a máquina pública, aperfeiçoar as estruturas, eliminar “vazamentos” de recursos, reduzir cargos comissionados e valorizar os Servidores Públicos.

TERÁ QUE encarar com determinação, coragem e inteligência o “mal da corrupção” que, como um cancro, se alastra em metástases e ameaça todos os órgãos da administração, em especial onde encontra tecidos fragilizados pela incompetência, pela omissão, pela má fé, pelos interesses espúrios das negociatas políticas, pelo descompromisso com a missão, pelas “máfias” e pelos cartéis, campos férteis e propícios para o seu desenvolvimento. Para isso, TERÁ QUE mapear o dispositivo e os métodos do mal, montar uma estratégia que considere todas as suas possibilidades e selecionar, concentrar e empregar os seus meios de combate.

Paralelamente, TERÁ QUE, na medida do possível, reduzir impostos e, ao máximo, os achaques e os obstáculos burocráticos postos no caminho do empreendedorismo, de forma a fazer com que o mercado encontre a sua vocação, estimule os investidores e a criação de empregos e de renda.

TERÁ QUE dar especial atenção à competência e à atuação dos meios orgânicos de vigilância e de fiscalização do patrimônio fundiário distrital e federal, de forma a evitar que a negligência se transforme em leviandade e que termine por fazer desocupar, demolir e destruir o que não poderia ter sido invadido, construído e plantado.

TERÁ QUE chamar à sua consciência e à sua responsabilidade o vergonhoso fato de que em 58 anos de existência – por razões que não ombreiam com a honestidade e com a vontade de fazer – não se tenha ainda a definição da propriedade e a regularização de 68% das terras habitadas e produtivas do Distrito Federal.

TERÁ QUE reestruturar os sistemas públicos de saúde, segurança e educação, desordenados por anos de infiltração ideológica, demagogia, superficialidades e maquiagens espetaculosas.

TERÁ QUE, obrigatoriamente e com prioridade, executar obras de manutenção corretiva e preventiva de todos as pontes, viadutos e demais estruturass cujas condições atuais impõem risco aos usuários.

Enfim, seja quem for o(a) próximo(a) governador(a) do DF, ele(a) terá que dar muitas e enérgicas braçadas para conseguir colocar o Distrito Federal na onda de mudanças em que o Brasil como um todo, por exigência e necessidade do seu povo, precisa ser colocado!

Que não lhe falte atitude, coragem, determinação, força moral, honestidade, vontade e pulso para fazer e fazer com que seja feito o que TEM QUE ser feito!

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 2 Comentários

PESQUISAS ELEITORAIS

Caros amigos

Desde janeiro passado, os institutos de pesquisa estão obrigados a registrar os resultados das aferições no Tribunal Superior Eleitoral que, a cada eleição, cria novas regras para inibir manobras de candidatos, de partidos e de profissionais de comunicação, que na maioria das vezes encontram brechas para soltar a sua criatividade.

Causa estranheza, no entanto, o fato de as autoridades não proibirem a inclusão de nomes inelegíveis nessas pesquisas. Ignoram a grave consequência disso para a legitimidade dos resultados.

Se há critérios para inibir a fraude, a manipulação e a venda de resultados, se há critério para tornar pública a pesquisa no momento em que ela é registrada nos tribunais regionais, onde está a portaria que proíbe a inclusão de nomes impedidos de concorrer, por condenação colegiada em segunda instância?

Quais seriam os interesses ocultos atrás da inclusão de Lula nas pesquisas?

Se o TSE é tão criterioso em suas normas, causa espanto que a inclusão de condenados inelegíveis seja permitida. Essa suspeitíssima maneira de fechar os olhos para o que não tem lógica merece a atenção da sociedade.

É para confundir a opinião pública? É para criar um cenário hipotético e gerar esperança a algum petista ainda iludido? É para confrontar a realidade das ruas? É para desafiar a “Tendência Bolsonaro” que apavora setores que já foram poderosos? São perguntas que merecem respostas convincentes!

É preciso exigir que os institutos só admitam em suas tabulações candidatos habilitados, fichas-limpas, para que seja dada legitimidade aos percentuais aferidos.

Incluir nas pesquisas o nome de Lula da Silva, o ilusionista condenado e encarcerado, esconde interesses obscuros porquanto são inúteis ao exame do eleitor.

Depois da recusa das urnas eletrônicas não auditáveis, a sociedade brasileira deve exigir transparência e legitimidade no trabalho dos institutos de pesquisa.

Os juristas responsáveis fingem que não estão vendo o estrago que essa omissão pode causar. Ou será que estão vendo e querem o estrago?

Estabelecer uma comparação assim, é como promover uma aferição entre mortos e vivos. Ou perguntar aos brasileiros quem deve ser escalado para o próximo jogo da Seleção Brasileira de Futebol: o Neymar Jr ou o Pelé

Os nomes apresentados ao eleitor deverão ser os futuros responsáveis por nossas vidas. E só eles. Mortos não têm desejos. Pelé não joga mais.

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 1 Comentário