Apoio a Marcha Cívica do dia 15 de março de 2015

Caros amigos participantes do Movimento Cívico de 15 de março de 2015,

expresso no vídeo cujo link se segue, o meu apoio ao movimento:

http://www.youtube.com/watch?v=SkLxTdzcRvs

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 1 comentário

MOVIMENTO CÍVICO DE 15 DE MARÇO DE 2015

CAROS AMIGOS

A OPINIÃO PÚBLICA ESTÁ PARA OS POLÍTICOS COMO A ÁGUA ESTÁ PARA OS PEIXES E PRECISAMOS TORNÁ-LA INSALUBRE PARA OS QUE, COM MÁ FÉ E INCOMPETÊNCIA, ESTÃO DESTRUINDO O BRASIL.

É COM MUITA SATISFAÇÃO QUE CONSTATO QUE A MOBILIZAÇÃO, PREVISTA PARA O DIA 15 DE MARÇO, PROMOVIDA POR GRUPOS ORGANIZADOS NAS REDES SOCIAIS, JÁ ESTÁ TIRANDO A TRANQUILIDADE DO GOVERNO E DOS SEUS MAIS TRUCULENTOS AGITADORES.

JÁ ESTÁ SENDO ATÉ TRATADA COMO  GUERRA PELO APAVORADO SR LULA DA SILVA!

COMO DISSE O JORNALISTA REINALDO AZEVEDO: “NÃO CONCORDO COM AS IDÉIAS NEM COM OS MÉTODOS DELES”!

ESTA DEVE SER A DIFERENÇA DA NOSSA MANIFESTAÇÃO!

PRECISAMOS PRESERVAR A DEMOCRACIA E RECUPERAR A LIBERDADE QUE, NOS DIAS DE HOJE, SÓ SERVE AOS FORA DA LEI E AO ENRIQUECIMENTO ILÍCITO DE CORRUPTOS E CORRUPTORES.

PRECISAMOS DIZER AO MUNDO QUE NÃO SÃO OS VALORES ÉTICOS E MORAIS DO POVO BRASILEIRO  QUE ESTÃO DESTRUINDO FISICA E MORALMENTE O NOSSO PAÍS.

PRECISAMOS DEIXAR BEM CLARO A TODOS QUE FOMOS VÍTIMAS DE UMA ARMADILHA E DE UM ESTELIONATO ELEITORAL ARQUITETADOS POR UMA QUADRILHA HOMIZIADA DENTRO E FORA DO BRASIL .

PRECISAMOS DEIXAR CLARO AO CONGRESSO NACIONAL E À SUPREMA CORTE DE JUSTIÇA QUE O POVO BRASILEIRO NÃO É CONIVENTE  COM A DESONESTIDADE E QUE ACABA DE SE DAR CONTA DE QUE TEM ERRADO EM SUAS ESCOLHAS E QUE QUER MUDÁ-LAS PELAS VIAS QUE LHE CONFERE A CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

É PRECISO QUE FIQUE CLARO A QUEM DE DIREITO QUE O TEMPO DO DESMANDO, DA CORRUPÇÃO, DO PATRIMONIALISMO, DA IMPUNIDADE, DO POPULISMO E DO PATERNALISMO IRRESPONSÁVEIS ESTÁ ESGOTADO. CHEGOU O FIM DESSE TEMPO!

QUEREMOS, PRECISAMOS E MERECEMOS MUDANÇAS, E VAMOS EXIGI-LAS DO NOSSO MODO, NÃO DO MODO DELES APOIADO NO DESMANDO, NA DESORDEM, NA IRRESPONSABILIDADE, NO DESRESPEITO, NA ILEGALIDADE…

PRECISAMOS PASSAR TODAS ESTAS MENSAGENS DO NOSSO MODO!

NÃO SOMOS VÂNDALOS, RESPEITAMOS O PATRIMÔNIO PÚBLICO E A PROPRIEDADE PRIVADA!

NÓS NÃO SOMOS FASCISTAS, COMUNISTAS OU BOLIVARIANISTAS!

SOMOS BRASILEIROS, DEMOCRATAS, AMANTES DA PAZ, DO DIREITO, DA LIBERDADE E DO RESPEITO À LEI E À ORDEM!

PORTANTO, QUE O MOVIMENTO CÍVICO DE 15 DE MARÇO DE 2015 REFLITA EM NOSSAS ATITUDES TODAS AS CORREÇÕES QUE QUEREMOS VER IMPLEMENTADAS NA VIDA NACIONAL.

QUE A SERENIDADE,  A ORDEM, A RESPONSABILIDADE E O RESPEITO DOS MANIFESTANTES REFLITA A NOSSA DETERMINAÇÃO PARA DAR UM BASTA A TUDO QUE NOS TEM ENVERGONHADO, DIMINUIDO E EMPOBRECIDO COMO POVO E COMO NAÇÃO.

DESEJO AOS HOMENS E ÀS MULHERES DE BEM, QUE, POR CONVICÇÃO DEMOCRÁTICA, PARTICIPARÃO DO MOVIMENTO DE 15 DE MARÇO, PLENA REALIZAÇÃO EM SEUS PROPÓSITOS E QUE DELE SAIAM VITORIOSOS A DEMOCRACIA, A HONESTIDADE, A LIBERDADE E O MÉRITO!

PORQUE NÓS SOMOS MELHORES DO QUE AQUELES QUE QUEREMOS DENUNCIAR E VER FORA DA VIDA PÚBLICA E DEMONSTRAREMOS ISTO, COM VEEMÊNCIA, EM 15 DE MARÇO, LEMBRANDO-OS QUE NENHUMA DITADURA SERVE PARA O BRASIL.

BOA MARCHA A TODOS!

GEN BDA PAULO CHAGAS

Publicado em Atualidades | 13 Comentários

Se houver guerra, vamos à luta!

Caros amigos

Como todo o cidadão de bem, sempre fui obediente à lei e à ordem. Como soldado, além disso, sempre fui subordinado à hierarquia e à disciplina, mas, se no futuro próximo houver guerra, o que restará a fazer além de encarar a luta?

Como ainda acredito que os bons sempre vencem, nada temo.

Uma gangue de arruaceiros, bandidos, fanáticos, adesistas e corruptos, conduzindo uma massa de prisioneiros da fome e da ignorância colocou o PT, o Lula e a Dilma lá e permitiu coniventemente que eles quebrassem e desmoralizassem o Brasil.

São esses mesmos traidores da Pátria que agora querem “ir à guerra” para garantir o poder sobre a massa falida em que transformaram o País!

Não passam de hienas desesperadas tentando manter a posse do que resta da carcaça.

O caos transformou o engodo em realidade, fez os menos ignorantes enxergarem o quanto foram ingênuos e coniventes com o mal, os somou aos que nunca acreditaram em mentiras e mudou o fiel da balança.

Como consequência, lógica, legal e democrática, o caos trouxe–nos a possibilidade de alijar do poder, definitivamente, o PT e seus apaniguados, como já foi feito anteriormente pelo próprio PT por nada mais do que uma Fiat Elba!

É natural que os desmascarados não queiram entregar de bom grado os postos e privilégios com os quais se têm locupletado e lambuzado, desde o primeiro mandato da era pós moral, sob a liderança do desesperado Sr Lula da Silva e os muitos ladrões que o acompanham.

Se vivêssemos ainda no tempo em que o crime não compensava, em que a lei, a ordem e a honestidade de propósitos estavam acima de tudo, quando os homens de bem estavam no governo e os bandidos e terroristas na clandestinidade, na cadeia, no exílio ou no cemitério, nenhuma hiena com as qualificações do Sr  Lula da Silva teria coragem para fazer qualquer tipo de ameaça à Nação.

Se houver guerra, como quer o agitador mor e seus cúmplices, teremos que encará-la e ir à luta, com a convicção de que estaremos do lado certo e que teremos conosco os homens e as mulheres que foram preparados para lutar pelo que é direito com as armas do direito!

Com certeza, desta vez, eles não precisarão usar a iniciativa que lhes outorga a lógica da vontade da nacional, porquanto, como em Berlim, “ainda existem juízes no Brasil”! (*)

Gen Bda Paulo Chagas

(*) http://mitosemetaforas.blogspot.com.br/2014/11/ainda-ha-juizes-em-berlim.html

Publicado em Atualidades | 25 Comentários

A intuição e a sensibilidade da Governanta

Caros amigos

Os limites da autoridade de quem exerce o cargo de Presidente da República são regulados por lei e, como qualquer outro cargo público, deve ser desempenhado de acordo com a lei e os interesses da Nação e não conforme indicam a intuição ou a sensibilidade pessoais do ocupante da ocasião.

Com que autoridade a Governanta Dilma Rousseff decidiu não receber as credenciais do novo Embaixador da Indonésia? Esta é uma atitude que está fora dos limites do seu cargo!

A escolha dos países com os quais o Brasil terá ou não boas ou más relações diplomáticas não está abrangida pelos limites da autoridade presidencial e, mesmo que estivesse, não poderia ser uma decisão unilateral ou dependente do humor momentâneo ou das simpatias pessoais do governante.

A deselegância da Sra Rousseff ao mandar expulsar o Embaixador da Indonésia do Palácio do Planalto é mais uma prova do seu destempero, da sua grosseria congênita, do seu despreparo para o cargo e da sua vocação para o totalitarismo.

Na Venezuela, onde até pessoas eleitas para cargos públicos são presas sem mandato judicial, pela simples “vontade” do ditador, a atitude da Governanta seria perfeitamente normal. Será que ela pensa que o golpe comunista do tipo bolivariano que o Foro de São Paulo lhe “sugere” já está consumado, apesar de tudo que e de todos que se levantam contra ela no Brasil e no mundo?

Este fato, que se soma a tudo o mais que vergonhosamente ocupa o noticiário nacional e internacional, é mais uma prova de que a intuição e a sensibilidade de Dilma Rousseff estão muito aquém do desejável e que ela não está, nem nunca esteve, preparada ou à altura do cargo que ocupa.

Este é um problema cuja solução está prevista na Constituição Federal e que já foi empregada em outros tempos, não muito distantes, por especial pressão do partido da atual presidente.

O tema, para desespero dos incoerentes, dos aproveitadores, dos inimigos da liberdade e dos agitadores que apóiam a Governanta, já está na pauta do Congresso Nacional e deve merecer toda a atenção e o cuidado dos brasileiros e das autoridades encarregadas de aplicar a lei e de garantir o seu cumprimento.

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 10 Comentários

Foro de Brasília – Projeto de Lei

Caros amigos

O grupo Foro de Brasília é uma organização apartidária, criada em oposição ao famigerado Foro de São Paulo, integrada basicamente por operadores do direito (Procuradores, Advogados, Professores de Direito, etc), muito bem organizado e com propostas efetivas para participar do resgate do Brasil das mãos dos corruptos liberticidas que assumiram o governo.

São patriotas que empenham seu tempo livre ou não para trabalhar com invejável entusiasmo, objetividade e profissionalismo em busca dos seus ideais.

Saliento a proposta do grupo de apresentar ao Congresso Nacional um Projeto de Lei (PL), de Iniciativa Popular, regulando o Crime de Lesa-Pátria, exposto no site http://www.forobsb.com/#!pl/c7gb, baseado nos crimes cometidos até hoje pelo PT contra a Nação brasileira.

Para que o projeto possa ser apresentado e acolhido, é necessário que receba um número significativo de assinaturas. Para tal, o grupo organizou, no mesmo site, uma forma prática para que os interessados (brasileiros honestos e patriotas) possam participar e manifestar seu apoio e, assim, viabilizar o PL.

Lembro a todos que esta iniciativa legal dá efetividade à nossa INDIGNAÇÃO, manifestada diariamente nas redes sociais, e faz com que ultrapassemos esta barreira e partamos para a AÇÃO.

Convido a todos a acessarem o site e a assinarem o PL, conforme a orientação ali contida!

COMPARTILHEM – REPASSEM

Gen Bda Paulo Chagas

= Nenhuma ditadura serve para o Brasil =

Publicado em Atualidades | 7 Comentários

A fraqueza física e moral do Brasil

Caros amigos

A mais poderosa arma de uma Nação é seu amor próprio, manifestado no orgulho de seu povo, no patriotismo, na perfeita compreensão do seu elevado valor e a certeza de que a sua vontade superará todos os obstáculos e as ameaças colocadas à conquista e à defesa dos interesses nacionais.

O Brasil, no melancólico momento que vivemos, carente de razões que estimulem o amor próprio de seu povo e, mais ainda, de lideranças capazes de conduzir a vontade nacional a um esforço conjunto de recuperação, está vulnerável às ameaças que, permanentemente, pairam sobre suas aspirações.

Os poderes da República estão desmoralizados. Ministros e fiscais da lei juntam-se a infratores para adaptar a lei às práticas delituosas, de forma a legitimar o ilegítimo e a privilegiar o interesse de grupos, partidos políticos, pessoas e empresas, em detrimento do interesse nacional.

Um País sem estadistas, corrompido, vítima de si mesmo, ainda que contando com Forças Armadas profissionais, preparadas e equipadas será sempre vulnerável à ação da vontade de seus adversários.

A capacidade de mobilização das lideranças brasileiras, instrumentalizada pela demagogia própria dos falsários, se tem direcionado, basicamente, a questões de cunho ideológico que visam não mais que a sua perpetuação no poder e a dilapidação do patrimônio público.

O Brasil está degradado e pervertido pela corrupção que, a partir dos governantes, contamina o tecido social e enfraquece o comprometimento da sociedade com os valores que deveriam ser os alicerces de sua fortaleza física e moral.

O Exército Brasileiro, desviado de sua função principal, empenha-se para obter os meios que necessita para responder à sua imprescindibilidade perante a Nação. Para tanto tem se submetido à aceitação de missões que fogem ao enquadramento legal de seu emprego, pondo em risco a credibilidade e o prestígio que o colocam à testa da confiança da sociedade.

A estratégia indireta de atender a uma necessidade secundária, visando a suprir, pelo menos em parte, o necessário para a principal, isto é, a busca de materiais e sistemas de emprego dual (policial e bélico) para uso em operações complementares à segurança pública, na prevenção de crimes transnacionais em áreas de fronteira e na garantia de segurança à realização de grandes eventos, esportivos ou não, está a transformar a Força em uma colcha de retalhos, sem qualquer garantia de correção, de continuidade ou de retorno à prioridade da atividade fim.

O emprego do Exército em operações policiais, fora das condições legais, exaustivamente estudadas e estabelecidas pela Constituição Federal, potencializa o inevitável desgaste da Força, o que, por seu lado, traz consigo o aumento das possibilidades de falhas humanas, com reflexos negativos para a imperiosa obrigação de manter a instituição como líder da confiança nacional.

Cabe ao Estado o dever e os decorrentes encargos de sua própria defesa. Equipar devidamente as FFAA faz parte desse dever e não pode ser encarado como favor ou agrado e, muito menos, ser cumprido sob a forma de escambo, trocando equipamentos pela prestação de serviços complementares!

“A maiori, ad minus” – “quem pode o mais, pode o menos” -, as FFAA preparadas e equipadas para a guerra, são capazes de cumprir quaisquer missões; a recíproca, no entanto, não é verdadeira!

Apesar do comprometimento, do empenho, da honestidade e da competência dos seus quadros militares e da indignação de uma parcela cada vez maior da sociedade, a segurança e a defesa do Brasil, graças à falsidade, à incompetência e à má fé de seus governantes estão vulnerabilizadas por fraqueza física e, principalmente, por fraqueza moral!

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 8 Comentários

O governo “erra” e nós pagamos!

Caros amigos

O Brasil está quebrado às vésperas das Olimpíadas, tendo a Copa do Mundo de Futebol entre as muitas causas do processo falimentar.

Está fragilizado como nação e desmoralizado diante do mundo!

A desonestidade, a incompetência, a ambição desmedida pelo poder, a corrupção e o desrespeito dos dirigentes políticos pela coisa pública, associados a empresários inescrupulosos, são as causas do desastre.

A insolvência é fato consumado!

A recuperação passa por mais sacrifício do povo honesto e trabalhador, sem nenhuma outra alternativa. Só o dinheiro deste segmento da sociedade, confiscado na forma de impostos extorsivos, sem as contrapartidas correspondentes, pode sustentar os gastos públicos e resolver o problema.

Os chamados “recursos públicos”, ditos do Estado, não existem, porquanto o Estado não produz recursos ou riquezas. Com o mandato que lhe outorgamos, o governo os tira de quem produz e, no caso do Brasil e seus aliados do Foro de São Paulo, os dilapida na forma de propinas, desvios e caixas 2, 3 e 4 escamoteados sob a falácia do “tudo pelo social”!

Ao desperdiçar e desviar os recursos arrecadados da forma como tem feito, o governo gerou uma altíssima “conta” a ser paga, inexoravelmente, pelos contribuintes. A dívida foi feita pelo governo, mas será o povo quem a pagará, penalizando, indiscriminadamente, os que elegeram e os que não votaram nos atuais governantes. Ou seja, os erros do eleitorado são pagos pelo próprio eleitorado!

É preciso entender, de uma vez por todas, que eleição é investimento no futuro. É a escolha das pessoas a quem os eleitores confiarão os recursos dos impostos abatidos do seu salário ou do resultado do seu trabalho, com a expectativa de que sejam bem administrados e que promovam o bem estar social na forma de serviços públicos de qualidade e que criem melhores oportunidades para o incremento da produção, gerando novos empregos, mais  riqueza e progresso, em ambiente honesto e seguro para as pessoas, para os negócios e para a própria produção, de forma a assegurar a todos o direito de ter e de ser.

Não há outro caminho nem outra saída. Os brasileiros, para deixarem o buraco em que foram metidos, terão que pagar, com mais dinheiro e mais trabalho, pelas más escolhas que têm feito.

Esta é a única forma de saldar a conta do desmando e da irresponsabilidade. Fomos roubados e não há meios para reaver o que foi levado.

É fato consumado!

Ficam, no entanto, as perguntas:

Será que exigiremos do poder judiciário punição para os malfeitores que roubaram e desmoralizaram o Brasil?

Por quanto tempo ainda vamos continuar iludidos pelos discursos mentirosos  e pelos afagos demagógicos dos estelionatários que elegemos e colocamos no poder para cuidar da nossa riqueza?

Será que, vencendo o imediatismo de ambições pessoais, ainda conseguiremos escolher melhor os gestores do futuro dos nossos filhos e netos?

Gen Bda Paulo Chagas

Publicado em Atualidades | 22 Comentários