O que o Brasil aprendeu com o regime militar?

Caros amigos
O Brasil aprendeu que, com seriedade, comprometimento, planejamento, honestidade, continuidade administrativa, competência e disciplina, pode-se fazer até milagres!
Naquele tempo, em que pese à ação dos terroristas, a população estava em segurança. Na guerra contra o terror, em 21 anos, tivemos a lamentar menos de 500 perdas, de ambos os lados!
Hoje, são assassinadas 500 pessoas a cada três dias no Brasil!
E, por incrível que pareça, ainda estamos gastando dinheiro público para fazer funcionar comissões da verdade para investigar facciosamente aquele tempo – o dos 500 em 21 anos -, como se aquelas perdas fossem mais importantes que estes assassinatos. Como se aqueles humanos fossem mais humanos do que esses!
É estranho, não é?
Falam de tortura como se ela tivesse sido inventada pelo Regime Militar. E antes de 64, não havia tortura no Brasil? E depois de 85 ela deixou de existir? O clima de tensão em que vive o brasileiro, sempre preparado para não reagir e entregar-se à ação dos criminosos, não é uma tortura coletiva? E o nosso sistema prisional, respeita direitos humanos?
O Brasil está voltando ao ambiente de medo que tomou conta da população em 64. E isto não é bom! Os brasileiros, ou um bom número deles, começam a olhar para trás e ver o que aprenderam em março daquele ano e nos anos subsequentes e manifestam-se novamente como há 50 anos. As Marchas com Deus pela Liberdade são uma repetição, é um aprendizado!
Muitos erros foram cometidos antes e durante o Regime Militar, a Nação aprendeu com estes erros. Todos aprenderam! E, em princípio, eles não deverão mais ser cometidos.
Os comunistas escolheram outros métodos para tomar o poder, assim como os brasileiros aprenderam a identificá-los e a rejeitá-los, com veemência, na internet, nas redes sociais e nas ruas. A sociedade está mais próxima, mais informada e não gosta do que lhe está sendo reservado e está reagindo!
Controle da mídia e da própria internet; cooptação do judiciário; compra de votos no congresso; duvida-se da lisura das urnas eletrônicas; saúde pública desumana e caótica; educação de 4º ou 5º mundo; impunidade; criminalidade; corrupção; gasto de dinheiro público em obras fora do Brasil, tendo tantas obras necessárias aqui, na nossa casa; estádios “faraônicos” para copa do mundo; MST ameaçando novas invasões, destruições e desordens sob os auspícios da Secretaria-Geral da Presidência da República; Petrobras quebrada, e assim por diante! O povo aprendeu que isto não é bom e que não precisa conviver com isto!
Esperemos que, nas urnas, apesar das vulnerabilidades, haja uma aplicação deste aprendizado!
Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

14 respostas para O que o Brasil aprendeu com o regime militar?

  1. Licínio Martins disse:

    General, lamento muito não esperar como o senhor, que as eleições no país possam nos tirar deste atoleiro. A maioria dos votantes está comprada pelas “bolsas” e, parte dos que não foram comprados estão esperando oportunidade para tal, oferecendo-se descaradamente. Se o senhor vê alguma esperança, é um privilegiado. Eu nada vejo que possa aliviar esse desânimo. Já tenho até vergonha de mim mesmo, quando vejo a publicidade do governo na TV contar mentiras sobre mentiras, e eu ali, parado, petrificado. Penso que vou morrer vendo isso que aí está, sem que nada ou ninguém possa mudar este estado de coisas.
    Saudações

    • Prezado Sr Licínio
      Não condeno a sua decepção, todavia não será com decepções que iremos mudar alguma coisa, mas com perseverança e fé nas nossas convicções, dentre elas a democracia, a razão e a liberdade. Se a maioria está enganada, cabe à minoria alertá-la persistentemente e fazê-la ver e conhecer a verdade e o que serve ao país. Não podemos impor a nossa vontade e o nosso pensamento, mas podemos e devemos instruir os enganados. A imposição da vontade da minoria é o que vemos e condenamos na ilha prisão que os americanos compartilham com a “Famiglia” Castro.
      Obrigado pelo comentário!
      PChagas

  2. Sami disse:

    Prezado Sr. General Paulo Chagas
    Muito me alegro por saber que o exercito, ainda conta com pessoas que defendem a volta do regime militar, assim como o Senhor.
    Tenho 26 anos de idade, sou estudante de História. Não vivi a época do regime militar, porém, sei que foi uma época melhor do que vivemos hoje. Meus pais tinham uma vida tranquila, e realmente tinham liberdade, pois saiam nas ruas sem medo de serem assaltados. As pessoas de bem, trabalhadores, pessoas realmente honestas, não tinham problema nenhum com o regime militar.
    Hoje criticam a tortura praticada na época. Que tortura ? Antes um marginal ser torturado, do que um cidadão de bem, ser torturado pelas mãos de sequestradores vagabundos. Antes, a policia exterminar vários bandidos pelas ruas, do que várias pessoas de bem, serem assassinadas dia-a-dia.
    General Paulo Chagas, vivemos em um país “que anda pela contra mão”. Pessoas que contribuem na arrecadação de impostos, consequentemente, no desenvolvimento da nação, são mortas por marginais. Marginais esses que não contribuem na arrecadação de impostos. E o que é pior, alem de não contribuírem, vão presos, e dão gastos, para serem mantidos nos presídios, com o dinheiro dos que ainda restam de contribuintes. Ou seja, uma pessoa deixa de contribuir, e outra, que não contribui, começa a dar gastos nos presídios.
    E esses bandidos, travestidos de representantes do povo, que estão no congresso nacional, não enxergam isso. Ou enxergam e não querem fazer nada, pois é comodo para eles.
    O Brasil necessita, urgentemente, de uma intervenção militar. Tenho esperança que tal intervenção possa acontecer. Estamos vivenciando um cenário no qual a intervenção militar terá o apoio popular.
    General Paulo Chagas, contamos que o Senhor possa influenciar essa intervenção. O que o Senhor precisar, terá nosso apoio.

    • Caro Sami
      Desculpe se não me fiz entender corretamente, mas, em meu texto, após descrever, de forma sumária, o que está a acontecer e comparar com o que acontecia durante o Regime Militar, concluo que “o povo aprendeu que isto não é bom e que não precisa conviver com isto” e, sugiro, no último parágrafo, da seguinte forma: “Esperemos que, nas urnas, apesar das vulnerabilidades, haja uma aplicação deste aprendizado!
      Assim, amigo Sami, não posso defender uma intervenção militar enquanto entendo que ainda há outros recursos institucionais a serem empregados, antes de recorrer à última razão da nação.
      Aprendemos nas escolas militares que é erro crasso empregar prematuramente a reserva e, no caso em que estamos vivenciando, uma intervenção militar antes de esgotarem-se os outros recursos e contra a vontade da maioria, mesmo que enganada, é erro tático e estratégico!
      A sua descrição e a comparação que faz em seu texto, aliás, muito bem escrito, é uma forma de reação, se colocado ao conhecimento público. A sua convicção e o seu preparo para rebater as mentiras e as distorções que contaminam covardemente as mentes dos jovens pode fazer a diferença se somados às de outros, como você, que não se permitem emprenhar pelos ouvidos com esta cantilena sem fundamentos.
      Repito o que disse em outro comentário, “se a maioria está enganada, cabe à minoria alertá-la persistentemente e fazê-la ver e conhecer a verdade e o que serve ao país. Não podemos impor a nossa vontade e o nosso pensamento, mas podemos e devemos instruir os enganados. A imposição da vontade da minoria é o que vemos e condenamos na ilha prisão que os americanos compartilham com a ‘Famiglia’ Castro”.
      Obrigado pelo seu comentário!
      PChagas

      • Sami disse:

        Sr. General Paulo Chagas
        Primeiramente quero me desculpar pela equivocação, que tive à impressão do seu ponto de vista.
        Analisando a sociedade em geral vejo que o sistema politico, no Brasil, criou uma ferramenta de controle social, ao deixar a educação pública escassa em nossa nação. Tal escassez fizera com que o povo, em sua maioria, ficassem alienados, “cegos”, para com a realidade que vivemos.
        Caso o Senhor não conheça o livro A Republica, do filósofo grego Platão, sugiro que pesquise sobre ele. Em uma parte deste livro, em A Alegoria da Caverna, ele deixa claro, como o sistema mantem as pessoas alienadas, não as deixando enxergar a realidade.
        Sinceramente, não vejo solução de uma melhora em nosso país, com esse sistema em questão. Vejo que uma intervenção militar, seria a solução. Assim como em Singapura. Um país dez vezes pior que o Brasil, em questão de corrupção e descaso. Após tal intervenção, e apenas seis meses, fora feito uma faxina em Singapura. Hoje, Singapura é um dos países mais seguros para se morar, e um dos menos corruptos do mundo. Já fora considerado o segundo país menos corrupto do mundo. Precisamos reconstruir nossa nação, para os futuros jovens deste país.

      • Caro Sami, Singapura é uma cidade estado, uma ilha, com uma população de pouco mais de 5 milhões de habitantes (1/3 da população do Rio de Janeiro) em uma área de 700 Km². Só serve de modelo moral para o Brasil. O nosso problema é 12.000 vezes maior em termos de espaço e 36 vezes maior em termos de controle da população, se eu não errei a conta!
        Obrigado pelo comentário.
        Paulo Chagas

  3. Ricardo Mendes disse:

    Prezado General!

    Primeiramente boa noite agradeço o espaço para poder escrever a um representante de Heróis da minha pátria! Acredito que o fato de eu ter tido aula de Educação Moral e Cívica me fez entender qual papel importante na sociedade.
    Li no post cima que você se refere a maioria da população! Gostaria de dizer que não acho que a maioria seja a favor!
    Vamos aos números No primeiro cenário, com Eduardo Campos, os números são os seguintes:
    – Dilma Rousseff (PT): 37%
    – Aécio Neves (PSDB): 14%
    – Eduardo Campos (PSB): 6%
    – Pastor Everaldo (PSC): 2%
    – Denise Abreu (PEN): 1%
    – Randolfe Rodrigues (PSOL): 1%
    – Eymael (PSDC): 0%
    – Levy Fidélix (PRTB): 0%
    – Mauro Iasi (PCB): 0%
    – Eduardo Jorge (PV): 0%
    – Brancos e nulos: 24%
    – Não sabe/não respondeu: 13%

    Se somarmos a penas Brancos e nulos 24% + 13 % = 37 % mesmo numero da Primeira colocada! Se somarmos os números daria 63 % da População..
    Ao meu ver a população não acredita mais em políticos talvez por isso estes números !

    Obrigado

  4. Ricardo Mendes disse:

    General outra informação importante da população.
    O Exército Brasileiro é o 1º Órgão Público da Administração Direta a atingir a marca de 1 MILHÃO de fãs no Facebook.
    Dedicamos esta continência a cada um de vocês que fazem parte desta tropa. #1MILHÃO_EB

    Nossa bandeira e Verde Amarela! Precisamos de Ordem e Progresso

    Obrigado
    Ricardo

  5. Ricardo Mendes disse:

    GENERAL ESTA NA HORA!
    O GOVERNADOR DO ACRE ( PT) PARA DESMORALIZAR O PSDB EM SP MANDOU UM GRUPO DE NIGERIANO PARA SP , ATE AI TUDO BEM!
    POREM A IRREPONSABILIDADE E TÃO GRANDE QUE ISSO AFETA A SEGURANÇA DO PAIS.
    EM UMA MATERIA LI ISSO!

    ¨Enquanto a vigilância aumenta nos aeroportos, uma preocupação já ronda as autoridades de saúde e policiais em São Paulo. Fontes indicam que há suspeita de dois casos de Ebola em estrangeiros que migraram do Acre para o Sudeste.¨

    http://colunaesplanada.blogosfera.uol.com.br/2014/05/10/volta-do-ebola-na-africa-aumenta-vigilancia-nos-aeroportos-para-copa/

    ONDE VAMOS PARAR???

    oBRIGADO

    • Caro Ricardo, parece-me que foram haitianos e não nigerianos, mas, independente do que forem, entendo que o Brasil deve aprender a dizer “não” a este tipo de imigrante, pois, se não temos condições de oferecer emprego digno para todos os nossos irmãos brasileiros, por que acolher refugiados estrangeiros sem qualificação profissional?
      Julgo que o trabalho das nossas Forças Armadas no Haiti é a ajuda que o Brasil pode e deve lhes oferecer, nada mais!
      Obrigado pelo comentário.

  6. Eduardo Francisco Oliveira da Silva disse:

    General,quando o EB através de VOSSA EXCELÊNCIA, que julgo ser o mais capacitado resolver dar um basta nessa bandalheira, que sé transformou o nosso amado BRASIL, conte comigo e de imediato prestarei novo alistamento militar.
    BRASIL ACIMA DE TUDO.

    • Caro Eduardo, obrigado pela mensagem. O EB, no entanto, não precisa de um General da reserva para executar as decisões que se fizerem necessárias. Já a sua disposição para somar esforços em caso de necessidade representa um significativo voto de confiança na ponderação e no bom senso dos nossos Generais no serviço ativo.
      Abraço.
      PChagas

  7. Acredito que:
    Militares tem moral e honra.
    A população, atualmente, não defenderá o Executivo, nem o Legislativo e nem O Judiciário.
    Nossas Instituições,os partidos de oposição não fazem nada referente aos vultuosos recursos financeiros, empréstimos e acordos internacionais do executivo favorecendo, Cuba, Venezuela, Bolívia, Argentina) infringindo o Art. 49 da nossa Constituição(Ato inconstitucional do Executivo).
    O Partido Militar Brasileiro(PMB) terá apoio da população e poderá aplicar o Art. 103 da Constituição.

    CONSTITUIÇÃO da República Federativa do Brasil
    Art. 49. É da competência exclusiva do Congresso Nacional:
    I – resolver definitivamente sobre tratados, acordos ou atos
    internacionais que acarretem encargos ou compromissos gravosos
    ao patrimônio nacional;
    Art. 103. Podem propor a ação de inconstitucionalidade:
    I – o Presidente da República;
    II – a Mesa do Senado Federal;
    III – a Mesa da Câmara dos Deputados;
    IV – a Mesa de Assembléia Legislativa;
    V – o Governador de Estado;
    VI – o Procurador-Geral da República;
    VII – o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;
    VIII – partido político com representação no Congresso
    Nacional;
    IX – confederação sindical ou entidade de classe de âmbito
    nacional.

    • Caro Hadalton, todos os recursos legais são válidos e devem ser empregados por quem de direito para reagir à ação dos corruPTos. Se o PMB está disposto a fazê-lo, merece nosso aplauso1
      Abraço
      PChagas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s