Entregar o poder ao PT não foi um erro, mas a queda numa armadilha!

Caros amigos
O Partido dos Trabalhadores, após o seu 14º Encontro Nacional, emitiu diretrizes táticas para participar das eleições de 2014, cujo fulcro é a negação da triste realidade em que se transformou o Brasil.
As diretrizes definem como objetivo central dar continuidade ao “projeto nacional de desenvolvimento sustentável, iniciado pelo ex-presidente Lula e continuado, com avanços, pela presidenta Dilma Rousseff”! Fica a nosso encargo, a partir do estrago que este projeto já causou à Nação, imaginar, se é possível fazê-lo, o quanto falta ainda para a destruição final do país, destruição esta “sustentável”, ou seja, irreversível!
Para eles, Dilma Rousseff tem que ser reeleita e isto será obtido por intermédio do apoio de todas as classes, grupos e movimentos comprometidos com o processo de destruição, seja por ignorância, ganância, incompetência, má formação moral ou simplesmente pelo apego à corrupção e ao dinheiro “arrecadado” pelo fisco e desviado em escusas transações.
Diz a tática petista que tudo será feito para garantir e ampliar a permanência do PT nos governos estaduais e nos legislativos, assegurando a hegemonia do partido nos três poderes e níveis administrativos da República e a “reforma do sistema político-eleitoral”, ou seja, a passagem definitiva ao bolivarianismo e a sua consolidação!
Para isto quaisquer alianças serão válidas, pois os fins justificam os meios. Não é desafio à nossa imaginação, em face do que é de conhecimento público, presumir que tipos de alianças serão consideradas válidas para os objetivos petistas.
Referindo-se ao segundo mandato de Dilma Rousseff, as diretrizes asseveram que ela é a preferida do eleitorado e que o povo brasileiro deseja que ela “continue mudando o Brasil”. Mas para aonde? Para o fundo do poço mais profundo do pré-sal, onde depositaram os restos da Petrobrás e do orgulho nacional?
Como é possível imaginar que o povo brasileiro esteja querendo continuar neste rumo? É uma aposta na acomodação de quem crê que, para baixo, todo o Santo ajuda! É apostar que povo e massa sejam a mesma coisa. É apostar na eficácia do sistema educacional instituído pelo PT para bestificar a sociedade e transformar o povo em massa de manobra – gado!
Para os corruptos, continuar mudando significa perseverar na cartilha do Foro de São Paulo com a surrada justificativa de superação de uma maldição herdada dos militares, dos conservadores e do neoliberalismo, quando, hoje, o mundo inteiro sabe que a “herança maldita” está no esconjuro testamental do próprio PT! Passa do criador para a criatura e desta para o povo!
Atribuir ao domínio imperial norte-americano, à ditadura do capital financeiro e à lógica do Estado mínimo a debacle da economia nacional e não à desonestidade e à própria incompetência dos gestores petistas é mais do que desfazer da inteligência mínima do povo, mas escarnecer da sociedade como um todo.
“Quem busca a reeleição não pode apenas apresentar novos programas e falar sobre o futuro. Precisa, igualmente, mostrar o que já fez”, diz ainda a diretriz, mas, nem Dilma nem o PT têm algo de bom para dizer do que já fez, muito menos para apresentar como programa de futuro, apenas contradições e falsas propostas, tais como:  obter mais espaço nas instituições, isto é mais aparelhamento, mais sanguessugas, mais incompetentes em lugares chave – vide Petrobrás-; “democratizar” o Estado, “inverter prioridades”, estabelecer uma “contra-hegemonia ao capitalismo”, isto é, desincentivo ao investimento, à criatividade e ao progresso pessoal e coletivo, menos PIB, mais impostos; e construir um “projeto de socialismo radicalmente democrático” – vide os modelos venezuelano e cubano!
A Diretriz conclui a orientação com a seguinte pérola da hipocrisia: “continuar mudando o Brasil, fazendo cada vez mais um país rico e desenvolvido, sem miséria e com democracia política, econômica e social”.
Olhando para trás e para o presente, podemos dizer que entregar o poder ao PT não foi um erro de uma parcela do eleitorado, mas a queda numa armadilha, num engodo, numa ilusão, numa mentira, numa arapuca montada por falsários para aprisionar e usufruir das ilusões dos mais ingênuos e das eternas vítimas da falta de escrúpulos dos políticos.
Os brasileiros não cometeram um erro ao eleger Lula e Dilma, foram ludibriados! Reelegê-la, isto sim, será mais do que um erro, mas uma burrice imperdoável!
Cair, mais uma vez, na trampa articulada nas diretrizes emanadas do 14º Encontro Nacional do PT é o mesmo que abrir mão da liberdade; da igualdade de oportunidades; da dignidade pessoal; dos valores cristãos, da família e do mérito; do desenvolvimento; do crescimento econômico; da manutenção e da ampliação do patrimônio nacional; da soberania; da segurança e da saúde públicas; da educação de qualidade, enfim, do futuro da Nação.
A permanência do PT no poder servirá, principalmente, para jogar uma pá de cal sobre a evolução do país e para continuar a encher os bolsos dos corruptos e a contribuir para o desenvolvimento de outros países, como Cuba, Congo-Brazzaville, Tanzânia, Etiópia, Zâmbia, Senegal, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Gabão, República da Guiné, Mauritânia, São Tomé e Príncipe, Sudão e Guiné Bissau, beneficiários de investimentos e perdões de dívidas!
Deixar triunfar a tática petista é destruir a democracia representativa, substituindo-a por mecanismos de controle das instituições políticas e sociais albergados na chamada “democracia direta” cujas consequências para a liberdade podem ser apreciadas pelas notícias vindas da progressista e ensanguentada República Bolivariana da Venezuela.
Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

31 respostas para Entregar o poder ao PT não foi um erro, mas a queda numa armadilha!

  1. Luiz Otaviano Meirelles Teixeira disse:

    As Forças Armadas deveriam aproveitar que estarão nas ruas para a segurança durante a Copa, e continuar nas ruas após a Copa…

    • Caro amigo Luiz Otaviano, isto só será possível se o caos for tão grande e generalizado que acabe por sobrar apenas as Forças Armadas como instituições capazes de recompor a ordem pública. Caso contrário, será um golpe e isso o Brasil não deve almejar!

      • Luiz Otaviano Meirelles Teixeira disse:

        Prezado General. Já não estamos no caos? Preciso rever meus conceitos então, pois tenho como parâmetro a ordem que tínhamos na década de 1970. Mas tudo bem, se as Forças Armadas acham que está tudo em ordem, quem sou eu pra contestar?

      • Prezado Luiz Otaviano, felizmente, ainda não estamos no caos. Todas as instituições estão funcionando, mesmo que dominadas e chafurdando na lama.
        As FFAA, por seu lado, embora não se manifestem como eu julgo que seria desejável, estão preservadas, cumprem suas missões constitucionais, acompanham a situação para evitar surpresas e não se contaminam na sujeira da política.
        Se atuarem antes do caos ou da necessidade, não será intervenção, mas golpe! E isto ninguém quer!
        É o que penso!
        Abraço
        PChagas

    • Luiz Otaviano Meirelles Teixeira disse:

      Desculpe importuná-lo novamente, mas enquanto as Forças Armadas se preocupam com a opinião pública dos analfabetos políticos e evitam a intervenção, o PT implanta descaradamente sua ditadura comunista. (http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/dilma-decidiu-extinguir-a-democracia-por-decreto-e-golpe/)
      Se isto não é motivo para uma ação, então eu desisto. Vou pegar meu Rosário e rezar. Abraço.

      • Caro Luiz Otaviano, a proposta do governo é, de fato, uma afronta à democracia representativa e à Constituição Federal, portanto deve ser submetida à aprovação dos demais poderes da República e, se aprovada, se tornará motivo para um questionamento institucional, quem sabe até das FFAA, mas não me parece, ainda motivo para uma intervenção militar que, neste caso, seria um golpe e, repito, disso o Brasil deve manter distância, enquanto puder!
        De qualquer forma, como católico que sou, não o condeno por pegar seu Rosário e rezar. É sempre bom ter Deus alerta e ciente dos nossos problemas.
        Obrigado pelo comentário.
        PChagas

    • Leandro Reis disse:

      Exmo General Paulo Chagas, acompanho o senhor desde a entrevista com a Denise Abreu e acredito que, diante do decreto 8.243, já se construiu um golpe contra a nossa Constituição … Sou um reles naval, sem o poder e o brilhantismo de sua patente, mas em meu coração arde as chamas do patriotismo e ao ver esse decreto, posto como uma facada nas costas do povo brasileiro, já não vejo mais saída para nosso país que, ainda antes de outubro, já sofrerá os males dos planos bolivarianos.

      Temos ciência do grande número de cubanos em nosso país e agora a Dilma libera a passagem de iranianos sem necessidade de vistos, por 30 dias, a contar do dia 15 de maio, o que deduzir dessa atitude?

      Luto com todas as minhas forças para conseguir mudanças ao meu pequeno município Araruama, do interior do Rio de Janeiro, através da pagina Acorda Araruama (facebook.com/AcordaAraruama), mas vendo que a política militar interna ainda impede que a razão proveniente das virtudes militares prevaleçam, sinto-me também com as forças se esgotando, pois se os meus líderes militares, mesmo vendo o povo brasileiro e nossa constituição se afundando na lama (já não mais chafurdam), continuam a se omitir … o que esperar senão abraçar o comunismo que está as portas e ver o país dos meus 4 filhos sendo destruído!

      Sou pequeno diante de sua grande influência nobre general, sou pequeno diante de sua grande experiência militar e humana, sim sou pequeno, mas ainda assim, ainda que meus superiores venham a se omitir, ainda que minhas forças venham a se esgotar, ainda assim … POR AQUI ELES NÃO PASSARÃO! COMO MILITAR E CIDADÃO BRASILEIRO, EU NÃO POSSO MAIS ME ESCONDER ATRÁS DE DESCULPAS, NÃO POSSO MAIS FECHAR MEUS OLHOS PARA A MALDADE QUE ASSOLA OS MEUS PARES, NÃO POSSO ME CALAR, por isso mesmo estou eu aqui, me apegando ao último suspiro de esperança … pode ser que de tão alto degrau o nobre general não esteja sentindo na pele o todo, assim como esse reles naval, que viva a beira da miséria nacional, bem pode enxergar.

      ADSUMUS!

      • Caro Leandro, na nossa profissão ninguém é maior ou menor pelo simples fato de ter galgado ou não os postos mais altos da hierarquia. Você sabe, tanto quanto eu, que os soldados são avaliados pela forma como entendem e professam os valores e os princípios que estruturam a vida na caserna, pela forma como cumprem suas missões constitucionais e por sua fidelidade ao juramento solene que fazem diante da Bandeira Nacional! Simples assim, e você certamente está incluído entre os melhores!
        A atitude do governo, tentando desmoralizar ainda mais a democracia representativa, prevista na Constituição, é, sem dúvida, uma afronta, mas uma afronta esperada e prevista, que só será efetiva se houver aprovação do Congresso e do STF, portanto, é cedo para a tomada de outra atitude que não o alardeamento tonitruante do nosso repúdio. Ainda temos instituições, além das FFAA, para proteger a Lei Maior e o estado de direito no Brasil.
        Obrigado por seu comentário!
        ADSUMUS!
        PChagas

    • Ricardo Menezes disse:

      General sobre seu comentário que só devem entrar caso aja quebra da constituição então veja este vídeo do Jô Soares entrevistando e então veja estes vídeos.
      E outro abaixo
      Jo Soares

      Empréstimos inconstitucionais Band News

      Qual sua opinião!

      Obrigado
      Somos Brasileiros e respeitamos as nossa Força Armada e amada!

      • Caro Ricardo, você tem razão. A aula do Dr Ives Gandra Martins sobre o PNDH/3 nos mostra o quanto o plano tinha de inconstitucionalidades, daí não ter sido, até hoje, posto em execução, porquanto foi rejeitado pelo Congresso e pela Nação como um todo.
        Os empréstimos “secretos” ao exterior também são inconstitucionais e, por causa disso, o Sen Álvaro Dias acionou o STF para que haja uma ação daquele poder para esclarecer e inibir esta prática!
        Estas ações podem não definir a manobra que inibirá tais tentativas do PT e seus aliados contra a democracia, no entanto, provam que as instituições estão, bem ou mal, ainda operativas, não se justificando portanto uma ação fora da normalidade, como uma intervenção militar. Isto, nessas circunstâncias, seria, como venho dizendo, um golpe e não seria bom para o Brasil.
        Obrigado pelo comentário!
        Abraço
        PChagas

  2. LUIZ TADEU JORDAO WINTER disse:

    Tenho convicção que as Forças Armadas Brasileiras possuem atualmente fortes vínculos com o Estado de Direito e a democracia e tudo indica que existem indícios de de uma decepção generalizada com os rumos que o PT e grande parte dos políticos vem trilhando. Fico estarrecido com os laços que o PT mantém com o MST, CUT e outras instituições do gênero. Não que elas não devam existir ou reivindicar, pois é dessa forma que se conquistam ganhos sociais. Porém, o governo, ou melhor, o PT tem demostrado comprometimento com abusos e sendo paternalista, principalmente com o que essas instituições tem de lixo, de baderna e falta de respeito com o Estado de Direito. O pessoal do PT, é parte dessa banda podre. É lamentável, e ainda temos que assistir o vínculo do PT com as FARCS, com os governos de países como Venezuela, Equador e Bolívia e ainda, por fim temos que assistir a reverência com que o PT trata Fidel Castro, ditador responsável pela tortura e morte de vários cubanos, e a memória de Che Guevara. Tudo isso me entristece e me assusta pensar nos rumos que nosso país pode tomar. Sei que, hoje, as Forças Armadas mudaram e que existe compromisso com o Estado de Direito e espero que, se algum dia, o PT tentar romper com esse compromisso, que sejam impedidos.

    • Caro Luiz Tadeu, considero perfeito e coerente o seu comentário. É exatamente isto: As FA estão afastadas, mas não alheias ao processo e ao rumo trilhado pela Nação. Assim, se e quando necessário, agirão, de acordo com seu dever constitucional.
      É o que eu, tanto quanto você, espero e acredito!

  3. Marcelo disse:

    Sr. general, deixe que o povo decidirá em outubro quem deverá governar o Brasil. Se não gosta do PT, candidate-se !! Essa é a democracia. Ficar pregando golpismo, que coisa mais antiquada.

    • Caro Marcelo, muito obrigado pelo comentário e pela sugestão.
      Colho a oportunidade para sugerir-lhe mais atenção à leitura e à interpretação de textos. É algo antiquado, mas muito útil, talvez fundamental, para quem, como você, pretende dar conselhos!
      De qualquer forma, repito: “Reelege-la, será um erro imperdoável”!!
      Não esqueça disso quando estiver diante da urna!
      Fraterno abraço.
      PChagas

    • Carlos disse:

      Meu caro Marcelo, você deve estar de brincadeira! Tudo que o governo FHC construiu foi destruído pelo PT. Pior cego é aquele que não quer ver! O General Paulo Chagas está no lugar certo! Zelando pelo nosso País. Me sinto um pouco mais aliviado sabendo que pessoas esclarecidas como ele e que podem fazer a diferença estão vigilantes. Acorda e dá uma olhada a sua volta! Você está sendo enganado que nem a rã na lata de água quente, quando perceber será tarde demais!

  4. General Paulo Chagas, os textos de V. Exª são contundentes, realistas, claros e objetivos; seguindo um dos nossos preceitos (Junta-te aos bons e serás um deles), peço a V. Exª minha inclusão entre seus seguidores. Segue um resumo do meu ponto de vista:

    SOCIALISMO-ESQUERDISMO-COMUNISMO: ANÁLISE FINAL

    O Socialismo, Esquerdismo ou Comunismo são a mais perversa, hedionda e cruel forma de perverter as naturais relações sociais e econômicas entre os homens e destruir a individualidade das pessoas; são invenção de pessoas com graves deformações de personalidade, conduta ou de visão do mundo. São sistemas mantidos, desde seus princípios, por homens avessos ao trabalho regular, à rotina laboral, à hierarquia natural entre os seres humanos, estabelecida pela própria Natureza; seus criadores e seguidores foram e são pessoas capazes de matar toda uma geração, a título de uma pretensa e imaginária felicidade para as gerações futuras; são homens que nunca criaram valores morais ou empregos, ou produziram bens e serviços para seus semelhantes; são pessoas frias, que consideram as demais simples “massas” a serem moldadas de acordo com o que pensaram e decidiram ser melhor para a humanidade; são deformidades humanas que devem ser combatidas sem tréguas, permanentemente, como devem ser combatidos os vermes, as bactérias, os vírus e todos os vetores de doenças infecto-contagiosas e malignas. São isso que estamos vendo e ouvindo aí: mortos-vivos, zumbis homogêneos, robôs, sem personalidade. Por isso só chamam as pessoas de “as massas”.

    Dante Ignacchitti ( Cap Eng R/2 – AMAN, 1975), analista do judiciário federal, aposentado.

    • Caro Dante,
      obrigado pelo comentário, aliás, “Análise Final”. É uma síntese perfeita do perfil e da “contribuição” dos comunistas para a “evolução” da humanidade. Peço-lhe autorização para divulgá-lo no site do grupo TERNUMA.
      Abraço
      PChagas

  5. Prezado General, bom dia. Estamos muito preocupados com tudo que está acontecendo em nosso país. Meu receio é que sorrateiramente o PT e demais defensores do Bolivarianismo, se fortaleçam com uma possível reeleição da Dilma. Estão tentando destruir nossos valores morais e éticos, família, educação, e daqui a pouco , virão contra os cristãos e demais religiões que defendem a família. Até quando? o que seria Caos? A manipulação está passando dos limites, devemos agir rapidamente, cadê a imprensa comprometida com a maioria? comprometida com a verdade? Somos muito mais de 100 milhões de cristãos, entre católicos e evangélicos, em todo o Brasil, Será que não existe uma maneira de alertar todos eles em relação às intenções destas pessoas? Vamos perder tudo se nada fizermos, é questão de tempo. Garanto que existem milhões de pessoas dispostas a divulgar e lutar por mudanças e dar um basta em toda essa manipulação por parte do PT e coligados. Querem manipular até as FFAA.

    • Caro João
      Concordo com você!
      Embora preocupar-se não seja entendido como “ação tática”, eu também estou preocupado e aberto à ideia de “agir rapidamente”.
      De minha parte e das pessoas que comigo ombreiam, a ação de alertar nossos irmãos brasileiros para as reais intenções das pessoas que nos “governam” (ou enganam?), pelos meios que dispomos, nos tem tomado grande parte do tempo livre.
      Contamos com você!
      Abraço
      PChagas

  6. Deny Watanabe disse:

    Caro General, simpatizo com seus pontos de vista mas me pergunto: o que pode ser feito para quebrar o ciclo? Faço o possível para fazer minha parte conscientizando a maior quantidade possível de pessoas através de redes sociais, mas não acho que seja suficiente. O senhor há de concordar que seu blog, mesmo com o alcance que já possui atualmente, também não. Não vou repetir o que todos já ouvimos, vivenciamos e analisamos à exaustão: nossa imersão no projeto de poder do PT, que mantém a população no cabresto da ignorância e do assistencialismo, e cujos partidários usurpam a riqueza do país, que se esvai por conta da incompetência e corrupção, em benefício próprio – o que certamente continuará até que nada mais reste. A não ser que quebremos o ciclo, e a minha pergunta é: como? Veja, há um problema inerente à natureza humana muito mais profundo do que a crise que atravessamos: os piores espécimes da raça humana são os que desejam, perseguem e alcançam o poder, com raríssimas exceções. Não acredito que o poder corrompa: quem almeja obsessivamente o poder já é frequentemente corrupto e dissimulado. E a ocasião também não “faz” o ladrão, apenas revela. Assim sendo, enfrentamos um paradoxo: aqueles que almejam o poder, idealmente, não deveriam obtê-lo. Precisamos, na minha opinião, de uma liderança com valores, competência e caráter, mas sem o ranço do preconceito que caracteriza algumas facções de extrema direita, sem a doença do egocentrismo que inexoravelmente infecta a esmagadora maioria dos governantes. E precisamos, com urgência, de um novo sistema de governo, uma reformulação radical, porque acredito não restarem dúvidas de que o atual sistema não funciona em benefício da população, e sim tende a beneficiar poderosos tanto da iniciativa privada a exemplo dos bancos, como os próprios membros dos três poderes. Não deixo de considerar a hipótese de uma intervenção militar para que nos livremos do espectro do que na minha opinião já está a mais que meio caminho andado de se tornar uma ditadura socialista. Mas não adianta nos livrar de um mal e nos submeter a outro. Não sou um homem apenas de palavras, mas também de ação e estou pronto a colaborar no que for necessário, contanto que o objetivo seja tornar a vida dos cidadãos brasileiros mais digna, e em um movimento fundamentado na retidão moral, na eficiência, na ausência de preconceito e totalmente desprovido de populismos baratos.
    Abraço!

  7. Nic Nilson disse:

    OLA, SENHOR. Me admira a coragem com que fala. Nao sei qual o grau de responsabilidade de um Gal. de Brigada ao comentar fatos legitimos e reais que alvorocam nosso pais, mas o tenho como admiravel. Sómente uma questao ronda-me o coracao e a alma: por que nada faz as forcas armadas, nem emite opinioes, nem assume como guardiao deste solo, qdo é implantada descaradamente a ditadura e a corrupcao neste pais, Nem mesmo qdo a Presidente diz que vai deletar 543 versiculos da constituicao!!! Basta um projeto dessa desenvoltura malefica para nos atirar de vez ao calabouco da Venezuela, Cuba e outros paisinhos comunstas. Nosso povo nao tem a menor tendencia para ser comunista e nao aceitamos esperar mais. Obrigado.

    • Prezado Sr Nic Nilson
      Obrigado por sua mensagem.
      Cumpre-me salientar que, de qualquer forma, ainda vivemos em uma democracia, o que transforma as opiniões em direito e não em favor, portanto, não merecedoras de admiração.
      Cabe também tranquilizá-lo quanto às FFAA que, embora não se manifestem, como eu julgo que deveriam, não estão alheias à vida nacional, pelo contrário, preservam-se do envolvimento e da contaminação da sujeira em que se transformou a política no Brasil, cientes de que são para a Pátria o seu último recurso.
      Em que pese todos aos desmandos, os absurdos e a flagrante vontade política de transformar-nos em uma outra Cuba ou mesmo numa decadente Venezuela, as FFAA sabem que “o nosso povo não tem a menor tendência para ser comunista” e não permitirão que isto aconteça a sua revelia!
      Mais uma vez lhe agradeço pelo belo comentário!
      PChagas

  8. Bruno disse:

    Esta página realmente é do General Paulo Chagas? Como saber se realmente é? Bom eu espero que sim. E não seja nenhum engraçadinho se passando pelo General. Caso contrario deve ser tomado medidas.
    Levando em conta que o blog realmente é do General. Meus comprimentos e respeito.

    Gostaria de saber se o senhor leu a Última do PT as Mudança de regime por decreto. Que nada ais é que o inicio do golpe pelo poder.
    O que mais esperar? Eu sei que o exercito não pode intervir no momento ou seria um golpe militar. Mas esta mais que claro o que o PT pretende. Não seria parte de estrategias de guerra estar sempre um passo a frente do inimigo? Eles estão se fortalecendo, e provavelmente devem possuir guerrilhas armadas por ai. Fora os aliados que estão fazendo com venezuela, cuba e até a china.
    Como iremos revidar se eles se fortalecem e tem o dinheiro para se armar? Acredito que tomar a iniciativa e pagar o inimigo se surpresa, seria uma vantagem enorme.
    Os nossos militares que sabem quem são esses que estão no poder, que já os combateram,, estão ficando velhos. E vai nos restar o que? Se tem aulas de história no exercito? Verdadeiras aulas de história e não a porcaria que passam nas escolas. Ensinando que os guerrilheiros são deuses e o exercito ditadores do mau. Os milicos que estão la agora, serão os comandantes e Generais do futuro. E eles não podem ter na cabeça uma história errada. O lado da história pelos militares precisa ser passada em aulas de história nos quarteis.
    Bom esse é mais um desabafo, pois após ler a lei para Mudança de regime por decreto precisei fazer algo.
    Eu não vou ver um país que lutou tanto por liberdade ir pro buraco e o que é pior. Louvando falsos heróis como che guevara e fidel castro. Largo tudo na minha vida e me apresento em qualquer quartel. E estou pronto pra defender o país nem que pra isso eu pague com a vida.
    Mas antes eu vou chutar a bunda de uns comunistas tão forte que vão ter que pregar os ideias deles em Marte.

    • Caros Bruno Tubino e Deny Watanabe, obrigado por seus comentários.
      As suas preocupações quanto ao futuro da Nação são as de todos nós, democratas, homens de bem e patriotas.
      As intenções do governo bolivariano petista são conhecidas e suas ações apontam sempre na direção estabelecida pelo Foro de São Paulo, ou seja, o objetivo do inimigo é conhecido e suas iniciativas são previsíveis.
      Nossas armas, minhas e suas, são a possibilidade de denunciá-los, aumentando e reforçando o exército de esclarecidos que se opõe às suas manobras e iniciativas.
      Contamos com uma reserva forte, temida pelo inimigo, prestigiada, confiável, esclarecida, preservada e atenta ao que esta a ocorrer – veja que nos coloco (nós os brasileiros de bem, esclarecidos) na linha de frente das operações -.
      Contamos, ainda, com instituições e poderes que, embora enfraquecidos e infiltrados pelo inimigo, funcionam e mantém sua capacidade de manobra, ou seja, podemos e devemos ainda manobrar sem emprego da reserva, pois ela é o nosso último recurso!
      O inimigo está desgastado pela própria incompetência e empregará todos os seus meios na próxima batalha, marcada para outubro deste ano.
      Uma vitória nossa nessa batalha, mesmo que não defina o destino da guerra, será muito importante para orientar as operações futuras e para a consolidação das bases para nossas conquistas futuras.
      Lembrem-se de que esta é uma guerra ideológica, ou seja, permanente, nunca teremos este inimigo destruído, mas apenas controlado, enfraquecido e desmoralizado. A natureza dos ideais que defendemos sempre permitirá a sobrevivência do inimigo e de suas ideias!
      Não há descanso para quem se diz ou pretende ser verdadeiramente democrata, pois o preço da liberdade é a eterna vigilância!
      Temos que acreditar nos nossos meios e perseverar na execução da missão que nos cabe, mesmo que nos pareça inócua e ineficiente. É o que podemos é devemos fazer!!
      Obrigado por me aceitarem como aliado nesta luta!
      Abraço
      PChagas

  9. NIC NILSON disse:

    Senhor, e agora com este decreto? Morte da democracia! Nem assim as Forças Armadas se manifestarão? Primeiro tem q ser o Kaos? Tem q ter mortes e sangue, para q se tome uma providencia? Nao seria inteligente e humano evitar do que deixar acontecer? Nao me conformo!
    com tanta inercia.

    • Caro Nic Nilson
      O Decreto é uma intenção não uma ordem. Precisa ser aprovado no Congresso e no Judiciário. É inconstitucional. Essas instituições republicanas, bem ou mal – ou, para o bem ou para o mal – ainda estão funcionando, assim, intervenção de um outro poder diferente desses, neste momento, não seria “intervenção”, mas “golpe”! Disso, o Brasil, espero, não precisa mais…
      Abraço.
      PChagas

      • Rafael Gibosky dos Santos disse:

        Caro Exmo General,

        desculpe-me a intromissão nas discussões acima, mas tenho algumas indagações a fazer: qual STF? Qual Congresso? Com a saída do Exmo Joaquim Barbosa o STF foi entregue, com o predão da palavra, às baratas do PT. O ilustre ministro era a ventilação mecânica do judiciário brasileiro, e ao se retirar, a nossa corte máxima veio a óbito. Haja vista as ordens de soltura expedidas pelo Exmo Ministro Teori Zavaski e Dias Toffoli à meliantes de altíssima periculosidade envolvidos no caso da Petrobrás e do deputado que responde a 107 processos, respectivamente. O Congresso tem os dias contados. A divisão de poderes proposta por Montesquieu se evaporou no ar, citando o maldito Karl Marx, o subversivo mor de inspiração satânica. Não sou militar, tão pouco um jurista, um leigo portanto, mas até onde sei, pelo Artigo 142 da nossa Constituição prevê que as FFAA intervenham em caso da nossa carta magna venha a sofrer agressões, e convenhamos caríssimo General, ela já está à morte. Os descalabros e a injustiça já chegam aos céus. Tenho dois filhos e confesso que estou com problemas em dormir à noite, problema que nunca enfrentei, imaginando a possibilidade de enfrentar este Leviatã infernal com duas crianças. Uma outra pergunta, ilustre General, o que mais as FFAA devem aguardar? A chegada das tropas estrangeiras mediante a Lei inconstitucional da não necessidade de autorização do Congresso para que as tais nos invadam? Devemos esperar a aprovação da PEC 51 (desmilitarização das PM’S) e assim percamos quase metade do efetivo das forças de segurança? Teremos que reagir com derramamento de sangue, sendo que poderíamos agir com prevenção? Me lembro da intervenção do Exército Hondurenho em retirar um marginal chamado Manuel Zelaya do poder por muito menos do que testemunhamos no Brasil. Na moribunda Venezuela os seus militares já prestam continência aos oficiais de Castro. Despeço-me, caro General, agradecendo pela sua atenção e com um fio de esperança que ainda seremos uma nação livre da tirania, de direito e democrática (na versão grega e não na soviética). Faço votos que as FFAA façam valer os seus deveres Constitucionais.

        Um abraço fraternal.

        Respeitosamente.

        Rafael Gibosky dos Santos

      • Caro Rafael
        Julgo legítimas as suas preocupações, particularmente com o futuro de seus filhos, possivelmente da idade dos meus netos.
        A ansiedade diante do descalabro não é um privilégio seu, mas de muitos de nós.
        Eu, à luz do maniqueísmo do certo ou errado, tanto quanto você, gostaria de ver, desde já, toda esta gente na cadeia, pagando pelo que fizeram, fazem e que ainda querem fazer contra o País e a favor de si mesmos. No entanto, penso que devo enxergar um pouco mais além e avaliar se um “golpe militar”, neste momento, não seria muito pior. Concluo sempre que este, a julgar pelo perfil da contaminação do pensamento de parte significativa da sociedade brasileira, não seria uma solução para o problema e, ainda, criaria outros, talvez mais graves!
        A Constituição Brasileira não autoriza a intervenção militar por iniciativa dos militares, mas por iniciativa de um dos Poderes do Estado. O que autoriza a iniciativa militar é a vontade nacional, expressa pelo povo, do qual “emanam todos os poderes”. Mas, como conhecer esta vontade? Quantos brasileiros pensam como você e eu? Somos, possivelmente, uma maioria entre os esclarecidos, mas e os demais, devem ser ignorados, colocados em forma e mandados calar e aquietar-se? Quem pode assegurar que o golpe por ser “preventivo” evitaria derramamento de sangue?
        Não julgo necessário prosseguir neste levantamento de questões porquanto o assunto é complexo e os dados do problema, sendo vagos, aconselham dominar a ansiedade.
        Vale, no entanto, antes de concluir, dizer-lhe que a não necessidade de autorização do Congresso para a entrada de tropas estrangeiras no Brasil atende a interesse das FFAA para as exigências do adestramento em conjunto com tropas de países vizinhos, como a Argentina, por exemplo, que, quase todos os anos, realiza exercícios no Brasil, junto com a nossa tropa e vice-versa.
        Vale também lembra-lo de que, em Honduras, a “intervenção militar” obedeceu a uma decisão da Suprema Corte do País, não foi iniciativa das FFAA. O Sr Zelaya foi defenestrado pela força do argumento não pelo argumento da força!
        O mesmo aconteceu com o Bispo Lugo, do Paraguai, foi deposto pelo Congresso, não pelos militares!
        Concluindo, o assunto é complexo e o açodamento deve ser o último dos estímulos à decisão da sociedade e dos militares.
        Muito obrigado por sua participação nesta troca de ideias!
        Abraço
        PChagas

      • Rafael Gibosky dos Santos disse:

        Caro General Paulo Chagas,

        Agradeço pela sua presteza em responder aos meus questionamentos e ansiedades a respeito das questões que apresentei. Compreendo os argumentos em que o senhor fala naquilo que concerne à nossa Constituição e, diga-se de passagem, são justas. Também sabia como as coisas ocorreram em Honduras e no Paraguai. O grande problema reside no fato que nesses dois países ainda há independência das suas cortes máximas e do seu legislativo, o que no nosso país não existe mais. Há uma aparência de independência dos poderes, mas basta um olhar minimamente treinado para perceber a farsa. Caso a nossa atual presidente seja reeleita, indicará ainda mais 5 novos ministros. Então o STF será de uma vez por todas uma corte fantoche do partido. Por isso pensava, na verdade, que a nossa última barreira de defesa (como diz o termo em inglês: “last stand”) antes do Comunismo total seriam as FFAA. Tenho um livro intitulado “Os Sete Chefes do Império Soviético”, de Dmitri Volkogonov. Este homem foi chefe do departamento de História e Guerra Psicológica do Exército Vermelho e se arrependeu de ser um agente na causa revolucionária e do mal que promoveu ao povo russo e também ao mundo. Trabalhou diretamente com Stálin até Gorbachev.Desejo ressaltar que nos seus relatos há um paralelo sinistro entre o que fez Lênin e o que o PT vem fazendo desde o Presidente Lula. Uma fotografia perfeita dos atos bolcheviques. Terminei de ler o livro antes da Presidente Rousseff ser eleita e com extremo assombro ponderei que o Brasil estava caminhando para ser uma versão sul-americana da União Soviética. Fui taxado de radical. E de fato pode parecer um tanto fatalista a minha visão, mas depois que a minha percepção sobre a existência da superestrutura chamada Foro de São Paulo aumentou, a minha disposição de assombro passou a desespero, notando que não estava tão errado assim, pois dia a dia vejo que o manual revolucionário está sendo seguido à risca. E sinceramente, caro General, gostaria de estar enganado. Tomara que esteja. A Bíblia fala no livro de Eclesiastes que o conhecimento é um fardo e traz peso. Mais uma vez as Escrituras dizem a verdade. Pois bem, gostaria que o senhor entendesse que não estou me interpondo aos argumentos da sua resposta, antes achei justas, como eu disse, e também achei proveitosa a nossa troca de ideias, e te sou muito grato por ouvir um compatriota que muito se angustia com as notícias correntes.

        Mais uma vez muito obrigado pela sua atenção.

        Rafael

      • Caro Rafael, você não é radical e não está enganado. A sua análise quanto às consequências de uma reeleição para o equilíbrio dos poderes é coincidente com a minha. O risco é grande e as próximas eleições são uma passagem obrigatória a partir da qual teremos que adotar outras condutas para corrigir o rumo. O que eles querem não deu certo em lugar nenhum do mundo em nenhuma época. Não há exemplos de sucesso. Temos que pensar, como me disse um político honesto (raridade), “as mudanças dependem do carrinho de supermercado” e, neste aspecto, o caos causado pela inviabilidade do sistema, pela incompetência e pela desonestidade do governo é a sua maior vulnerabilidade e o nosso melhor argumento.
        Mais uma vez obrigado por sua participação e pela sua contribuição para o somatório do nosso conhecimento.
        Abraço
        PChagas

  10. Pedrosa disse:

    General, esse discurso do Sr. me tranquiliza. Eu ando preocupado atualmente de como será o futuro desse país e de como está sendo o presente. Tudo até agora indica que estamos a caminho de uma ditadura comunista e ouvir que o nosso Exército ainda está conosco é muito reconfortante. Eu me sentiria muito mais seguro numa nação cujo Exército estivesse na frente, ao invés dessa corja que está no poder cujas políticas só beneficiam marginais em detrimento dos bons cidadãos.
    Guardo minhas esperanças nas FFAA do Brasil de que teremos nosso futuro garantido nesta nação, sendo está uma nação sadia, crescente e respeitada por todos.

    Um grande abraço de um brasileiro que torce por nosso país e que não quer ter que deixá-lo por causa de seus atuais governantes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s