Conquistamos o segundo turno! Não há tempo a perder!

Caros amigos

A vitória é nossa!

Atingimos o primeiro objetivo intermediário e temos pouco tempo para consolidar a conquista, reorganizar a composição de meios, reforçar o ataque principal e prosseguir em direção ao próximo. Não há tempo a perder!

 Todo o esforço até agora despendido serviu para provar que nós também sabemos militar, não por interesses pessoais, mesquinhos e alheios aos interesses da liberdade, mas por um Brasil melhor, capaz de evoluir infinitamente sob a égide da vontade esclarecida de seus filhos.

Conseguimos provar que é possível e que vale a pena o nosso empenho. Foi um pequeno passo diante da magnitude da caminhada, mas decisivo e determinante para a vontade que se deve impor à impostura dos falsários.

Perseverar continua sendo, mais do que nunca, a palavra de ordem!

Enquanto mais de 50 milhões de brasileiros rejeitaram a proposta da corrupção e do totalitarismo bolivariano, outros significativos 40 milhões continuam iludidos, comprados ou contaminados pelo fanatismo utópico da esquerda radical, ou pela falta de caráter que alimenta a ambição dos vagabundos, dos invejosos e dos desonestos que esperam, como hienas famintas, a hora de também participar do festim macabro que consome as entranhas do Brasil.

Devemos empenhar-nos para deixar claro aos nossos adversários que estamos determinados a não permitir que a fraude seja fator de decisão, particularmente agora, quando está em jogo o futuro de nossos filhos e netos!

Temos que apelar para a coerência dos apoiadores de Marina Silva, cuja soma das escolhas passa a ser o fiel da balança.

A opção deles pelo PT será a vitória da incompetência, da mentira, da falta de vergonha, do desprezo à moral crista, da dilapidação do patrimônio público e privado, do desrespeito à lei, ao direito e ao bem comum, tão enfaticamente denunciados pela candidata do PSB.

A opção pelo continuísmo do PT no poder será a confissão do conluio e a desmoralização definitiva da Sra. Marina Silva, tão agredida pela campanha difamatória da equipe da Governanta Dilma “Yousseff”.

Um mínimo de coerência deve ser buscado e demonstrado no momento da decisão final.

O Brasil não espera apenas que cada um de nós cumpra o seu dever, mas que o façamos demonstrando, concretamente, nosso apego à verdade e o nosso comprometimento com o seu futuro.

Mais uma vez tudo depende do nosso empenho e das nossas orações!

Gen. Bda Paulo Chagas

= Nenhuma ditadura serve para o Brasil – Grupo Ternuma =

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s