As Resoluções Políticas do PT e o destino que merecem

Caros amigos

A reeleição de Dilma Rousseff foi uma grande vitória do desapego à verdade e da desonestidade do Partido dos Trabalhadores, sobejamente comprovados antes e logo após as eleições.

Foi uma vitória comemorada pelos que odeiam a classe média e a democracia, por uma súcia de aproveitadores e oportunistas que amam apenas o dinheiro e as vantagens que a corrupção pode lhes proporcionar e por uma multidão de escravos cuja dignidade e o voto o PT comprou pelo preço de um prato de comida!

Foi uma vitória largamente comemorada pelos tiranos da América Latina e do Caribe – novos e jurássicos – que servem de exemplo ao PT e a seus falsos profetas.

Foi a vitória de um projeto totalitário, castrador e sectário, planejado e conduzido de fora do Brasil, mas que já foi identificado e rejeitado pela maioria esclarecida dos brasileiros.

Foi uma disputa apoiada na mentira, no terrorismo, na utilização indevida dos meios do Estado e, com certeza, nos recursos que os corruptos e corruptores acumularam nos 12 últimos e mais desonestos anos da história política deste país.

Foi uma disputa eleitoral conduzida por um “líder” que não tem vergonha de declarar-se preguiçoso, presunçoso e mentiroso e por uma candidata cuja argumentação, além de falsa, mereceu destaque em quase todas as colunas de humor da mídia nacional e internacional. Uma vergonha para o eleitorado brasileiro!

O desempenho pífio e atabalhoado da Governanta reeleita, em todos os debates, comprovou seu despreparo intelectual e emocional para conduzir os destinos de um país como o Brasil.

A oposição, encabeçada por Aécio Neves, representou a retomada do crescimento, da preservação do ideal liberal da democracia e o fim das práticas políticas que estão levando o Brasil à bancarrota econômica, política, social e moral.

O balanço das eleições e as perspectivas de desempenho do governo reeleito apontam para o caos inexorável a curto, médio e longo prazo.

Desconstruir a hegemonia “emburrecedora” imposta à sociedade, derrubar as reformas estruturais que pretendem modelar a política a interesses totalitários e a garantia da liberdade de imprensa são ações urgentes e de importância vital para frustrar os objetivos do PT, o “moderno príncipe” da estratégia de Gramsci.

Para que Dilma Rousseff não consiga destruir de uma vez por todas o Brasil, será necessário desencadear um amplo processo de mobilização e de organização dos partidos de oposição e dos mais de 50 milhões de brasileiros e brasileiras que foram às urnas e saíram às ruas para tirar o PT do poder.

A defesa dos direitos humanos das pessoas de bem, da democracia, do bem estar social, do desenvolvimento e da soberania nacionais dependem da neutralização e da frustração deste projeto totalitário.

Os 12 anos de (des)governos petistas e as eleições de 2014 revelaram a realidade de uma ideia que assombra o Brasil desde antes da criação do Foro de São Paulo: a sua transformação em uma grande nação comunista, combinando ação institucional, mobilização social e revolução cultural.

O Partido dos Trabalhadores, principal partido da esquerda brasileira, encabeça este hediondo processo de alienação cultural, social e política que visa à destruição dos valores cristãos da sociedade – sua natureza pacífica e seu desenvolvimento –  e, principalmente, ao incremento da luta de classes que, desde a sua criação, vem incentivando sob as mais variadas formas.

O PT organiza-se após esta duvidosa vitória para superar seus problemas atuais e contribuir para que o segundo mandato de Dilma seja o movimento final para a destruição física e moral da Nação.

Conhecedor da incompetência da Governanta, o “moderno príncipe” vai buscar participar ativamente das decisões acerca de todas as decisões do segundo mandato, em particular vai sugerir medidas “claras” no debate sobre a política econômica, sobre a reforma política e sobre a censura aos meios de comunicação, buscando colocar tudo e todos nos melhores moldes da política bolivariana.

Cabe a nós – mais de 50 milhões de brasileiros – e às forças políticas, de segurança e judiciais do País frustrar, de uma vez por todas, as resoluções da Comissão Executiva Nacional do PT e, como já disse e anseio, jogá-las todas, junto com o partido, na lata do lixo da história!

Gen Bda Paulo Chagas

= Nenhuma ditadura serve para o Brasil – Grupo Ternuma =

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

48 respostas para As Resoluções Políticas do PT e o destino que merecem

  1. As eleições de 2º turno foram dia 26/10/2014. Mas a ANN – Alternativa Nueva Nación emite uma nota dia 22/10/2014 parabenizando Dilma Rousseff pela sua vitória e ainda acertam a diferença de votos, mais de 3 milhões de votos. Desse jeito fica difícil jogar o PT na lata do lixo!!!

    Documento para comprovar:

    http://forodesaopaulo.org/wp-content/uploads/2014/11/triunfo-DILMA.pdf

  2. nappibr disse:

    General até quando ficaremos como espectadores? Precisamos fazer algo, já passou da hora. Será que, nós militares, vamos esperar até sofrer na carne o comunismo para agir? O Sr. sabe que seremos as primeiras vítimas do sistema. E pelo andar da carruagem não vai demorar muito. Acredito que nestes próximos quatro anos já seremos uma Nação Bolivariana. O povo precisa de um líder, mas este não surgiu ainda. Pensávamos que seria o Senador Aécio Neves, mas ele aceitou o resultado das eleições passivamente como o PSDB. Ninguém comenta nada sobre o Foro de São Paulo. Ainda não temos representante de peso no Governo para fazer valer nossa vontade. Temos o Dep. Jair Bolsonaro que é o único que fala tudo claramente e ataca a todos, porém para lança-lo em uma empreitada presidencial temos pouco tempo e o estigma da tarja homofóbica. General com todo respeito que devo ao Senhor, mas o embate das idéias já acabou a muito, temos que agir.

    Mariano Nappi – SO BMAForça Aérea Brasileira

    Date: Thu, 6 Nov 2014 00:52:33 +0000 To: nappi@hotmail.com.br

    • Caro Mariano, acho que ainda há solução pacífica para a ameaça. Nossa índole de soldados nos faz açodados, mas temos que manter a calma e, principalmente, a observação sobre o adversário, ele está enfraquecido e temos que explorar isto. Na política, qualquer ação pacífica e dentro da norma constitucional é melhor, mais eficiente e mais duradoura do que o efeito radical e contestável das nossas armas. Uma ação militar só se justifica quando é feita para evitar um mal maior do que ele própria!

      • Mauricio Rubbi disse:

        General PAULO CHAGAS….sei que falo por milhares de brasileiros acuados e sem saber oque fazer e em que acreditar, a mídia televisiva esta comprada, os meios de comunicação escondem a verdade e procuram seus próprios interesses …POR FAVOR NOS AJUDE, ajude nossa nação, ajude a família brasileira, ajude-nos a recuperar nossa honra e nossa dignidade como nação soberana que somos. Precisamos que o auto comando das forças armadas de nossa pais de um basta nesta anarquia que se instalou em nosso naçao. obrigado

      • Caro Maurício, é preciso, realmente, dar um basta em tudo isto. Muito me honra saber que você pensa que eu seja capaz de fazer mais do que você!
        Mesmo que eu concordasse com a intervenção militar, ainda assim estaria muito longe do Alto Comando do Exército e, mais ainda, do Almirantado e do Alto Comando da Aeronáutica.
        A solução para os nossos problemas não está apenas nas mãos dos Cidadãos Fardados, mas nas de todos os Cidadãos Brasileiros, aí incluídos os que votaram pela reeleição de Dilma Rousseff!

    • José Scalassara disse:

      Concordo inteiramente como o que vc afirma, principalmente depois da divulgação das “RESOLUÇÕES POLÍTICAS DO PT”. Também escrevi ao general perguntando o que faltava para uma solução definitiva. Como sempre ele contemporizou, utilizando seu estilo prudente, mas espero que ao lado da prudência, ele também esteja tomando as devidas providências, no caso da solução política falhar… ABAIXO O PT DE UM JEITO OU DO OUTRO. Quem sabe estejamos necessitados de um pouco de “imprudência…

  3. Luiz Otaviano Meirelles Teixeira disse:

    Não há outra maneira de tirar o PT do poder, a não ser usando a força. Mas os mais de 50 milhões que querem isso, não têm armas. E quem as tem, não faz nada. Desta forma vai ficar realmente muito difícil jogar o PT na lata de lixo.

    • Caro Luiz Otaviano, discordo! Há, sim, ainda, outras maneiras para tirá-los, em tempo e sem tiros, do poder!

      • Acho que o Senhor quer dizer. O Luiz Otávio deseja como outros milhões de brasileiros a intervenção militar, só que o Senhor ainda acha que existe uma chance de tirar o PT do poder por via democrática. Embora esteja ocorrendo o aparelhamento do Estado nós ainda vivemos em uma democracia, então eu também acho que não seria prudente uma intervenção militar agora. O melhor a fazer é acompanhar os passos do PT no governo, caso coloque 10 dos 11 ministros do STF por indicação dela, e estabeleça os Conselhos Populares aos moldes bolivarianos, então a nossa Republica Democrática irá morrer, então a única solução para salvar o nosso país dessa tragédia é um Golpe Militar.

      • É a sua opinião… Respeito-a!

      • Luiz Otaviano Meirelles Teixeira disse:

        Prezado General, daqui a 4 anos será tarde demais. Mal passou a eleição e a soberania nacional está sendo afrontada com a presença de guerrilheiros venezuelanos pra treinar MST (deu até na Veja, não estou inventando nada).

        Segue abaixo link com a opinião do mestre Olavo de Carvalho:

      • Caro Luiz Otaviano, todas as análises devem ser consideradas, inclusive as que efetivamente valem, ou seja, as das FFAA, ou você pensa que só você, eu, a Veja e o Professor Olavo de Carvalho recebemos estas informações? Não é justo imaginar que os militares brasileiros não estejam atentos ao que se passa em nosso território. Eu, embora em reserva, não me permito pensar assim.

  4. Andrea disse:

    SR.GENERAL PAULO CHAGAS
    Dia 15 de novembro teremos um novo protesto contra o PT em todo o Brasil

    Certeza este povo desordenado estão planejando algum tipo de ataque…para parecer que somos nós…. em busca da DEMOCRACIA…. nossos protestos são Pacífico…nada de agressões…e nem quebra-quebra!! Enquanto ela induz a uma guerra que é o que parece ser…pq nao marcaram para outra data? pq justo no dia 15 ?

    Minha pergunta é…. o que mais o POVO (nós) deve fazer para TIRAR o PT de circulação?
    Afinal ela está fechando acordos e fazendo leis ao favor dela… até o final de seu mandato
    ela irá deixar o Brasil em CAOS (mais do que já está)…. :-/

  5. Andrea disse:

    ISSO QUE ESTAO TENTANDO FAZER COM NÓS BRASILEIROS!! VEJA

  6. Luiz Oliveira disse:

    General, enquanto os metacapitalistas trilionários da sociedade fabiana, que pretendem instituir a chamada Nova Ordem Mundial, continuarem a financiar a loucura marxista como um dos meios de atingir seus nefastos objetivos, as perspectivas para nossa civilização são extremamente sombrias. Esses loucos se julgam deuses capazes de definir o destino de bilhões de pessoas. Enquanto não forem parados, o mundo irá de mal a pior.

  7. marize disse:

    Que democracia é essa, onde um partido já tem como certo, 44 milhões do bolsa família ? Isso precisa virar politica de estado e não de um partido. Fica difícil, ganhar as eleições democraticamente, não é mesmo ?

  8. Pedro disse:

    Acabei de ver um vídeo no Facebook do programa do governo venezuelano chamado “Comunas o nada” com BRASILEIROS fazendo intercâmbio lá pra Venezuela pra conhecer como são as comunidades locais. Entre eles, estão alunos de universidades brasileiras como a USP e professores.

    Ou seja, os filhos da puta agora estão seduzindo brasileiros pra serem doutrinados aos moldes de lá. Não bastasse nossas universidades formando alunos esquerdistas há todo o tempo, temos de aturar tais intercâmbios. Me dá asco saber que existe brasileiro desse tipo. O povo venezuelano passando maus bocados sem poder fazer nada.

    General, a própria ONU disse que lá está tudo aparelhado, até o judiciário é indicado pelo governo, pobre do povo que passa maus bocados na mão daquele presidente doente mental. E o pior, estão proibindo a ONU de adentrar no território deles para investigar as condições atuais, onde o governo prende e tortura quem se opor a seus ideais. Tenho muita pena do povo venezuelano, mas, existe uma parcela, como aqui no Brasil tem gente cego pelo PT, lá tem por Maduro e sua corja imunda.

    http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,venezuela-atua-como-se-vivesse-em-estado-de-excecao-diz-onu,1588876

    Até o Exército de lá é aparelhado com o governo, eles controlam tudo, o povo não tem a quem recorrer.

    Felizmente, nosso Exército brasileiro, não compactua com ditadura comunista alguma.

  9. Carlos Gullo disse:

    Sr General,o que o senhor tem a comentar sobre os militares brasileiros que posaram junto com maduro neste video: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=lwRtq5jdlBQ.
    São militares brasileiros mesmo? O que isso significa? Que as FFAA brasileiras se renderam à Venezuela? Ninguém,que eu saiba, pronunciou-se oficialmente sobre isso… Obrigado

    • Caro Carlos, trata-se do Adido Militar do Brasil na Venezuela, apenas isto!

      • Carlos Gullo disse:

        Obrigado pela resposta,General,mas ainda fiquei com dúvidas. O Adido Militar do Brasil precisa se prestar ao humilhante papel de servir de claque a um ditador maluco,que prega abertamente um regime comunista na América Latina? Isso significa, sem meias palavras,a destruição da pátria amada Brasil! Eu não o estou “cobrando”; na verdade tenho receio de ofendê-lo com minha insistência,mas faço-lhe essa pergunta por que sua opinião é muito importante para meu esclarecimento( com certeza para o de muita gente!). Se o que estou a dizer é irrelevante ou sem cabimento,desculpe-me;sou um cidadão admirador das Forças Armadas ,patriota,cristão,mas não sou militar. Obrigado,mais uma vez.

      • Caro Carlos, os Adidos Militares são diplomatas fardados, têm obrigações funcionais e sociais e têm que respeitar o cerimonial e as opções do país em que servem. Não são claque de coisa alguma. O Coronel brasileiro, filmado naquela patética formatura, apenas a assistia e, como se verifica, sequer aplaudiu o também patético presidente da Venezuela. Os militares brasileiros são, definitivamente, contra o bolivarianismo, no entanto, quem decide se o Brasil entra ou não para este “time” de fracassados é o povo brasileiro. Tenho certeza de que uma parte dele não quer, outra ainda não enxergou o perigo e outra, menor do que as outras, está se locupletando do e no processo. É tudo uma questão de tempo, de oposição inteligente, de esclarecimento e de cadeia para os oportunistas!

      • Carlos Gullo disse:

        General,seu texto foi muito esclarecedor.Peço desculpas pelo uso do termo “claque”,fui infeliz na escolha.Compreendo agora que os Adidos Militares têm uma agenda obrigatória a ser cumprida. O ditador montou um vídeo ao estilo Coreia do Norte ;parecia que todos ali estavam reverenciando o motorista-presidente que conversa com passarinhos fantasmas,o que não é verdade. Chegaremos lá! É preciso muita informação, principalmente para os mais simples e ignorantes! Quem vai querer um regime desses em sã e livre consciência? Obrigado pelas suas palavras esclarecedoras , Gal Paulo Chagas!

  10. stanislau Bobowski disse:

    Caro General obrigado pelas palavras de sempre, pela força que nos transmite através dos seus escritos, renovando a nossa fé na pátria e dando-nós a alegria de não estarmos sozinhos nesta luta, de sabermos que ainda existem homens de bem, íntegros, que lutam por esta terra. Que Deus o abençoe e que renove as suas forças nesta luta que no fundo, é de todos nós,,,, Para encerrar quero acrescentar um documento que reforça àquele postado pelo Maikel da Silva
    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2014/10/31/petistas-sabiam-resultado-final-antes-de-dilma-passar-aecio-e-querem-que-eleitor-nao-desconfie-do-tse-de-dias-toffoli/

  11. Pedro disse:

    Representante venezuelano da ONU, Diego Arria, em sua página oficial no Facebook disse o seguinte:

    Diego Arria
    Há 7 horas
    Intentar subvertir a Brasil cooperando clandestinamente con el Movimiento sin Tierras es un delito grave.

    Jaua el llamado “Protector d Miranda” debe ser destituido y procesado antes de que lo solicite el gobierno de Brasil que finalmente experimenta la calaña de los que trata como amigos.

    Diego Arria
    Há 19 horas
    El Rescate institucional de un país donde los poderes públicos están secuestrados por el régimen y donde la soberanía ha sido rendida a un país extranjero no es un Golpe-Es un derecho constitucional obligante en especial para las fuerzas armadas.

  12. LUIZ OLIVEIRA disse:

    Antes, eu tinha dificuldade de entender como um país miserável como Cuba tinha tanto poder sobre boa parte do mundo, com suas manipulações sobre o movimento comunista internacional, principalmente como é o caso do tal “socialismo do século XXI”.
    Mas pesquisando, comecei a juntar as pontas. Grande parte da imprensa do mundo todo, principalmente a norte americana, trata Fidel como herói. Obviamente, ninguém vai encontrar nenhuma informação sobre o que de verdade está acontecendo na América latina dominada pelos psicopatas comunistas como Fidel e Maduro lendo jornais como o New York Times.

    Além disso, as beautiful peoples, o show business e os grandes banqueiros do mundo veem Fidel como um grande revolucionário a ser paparicado.Este sujeito, quando vai aos EUA, se hospeda no rancho particular da família Rockfeller. David Rockfeller, o patriarca banqueiro bilionário, dispensa tratamento de celebridade a Fidel, que já discursou no principal think thank globalista do mundo, o Council Foreign Relation, onde os Rockfellers mandam.

    Entendi que Fidel com sua revolução imunda de exportação do comunismo, há mais de 50 anos, é nada mais que um títere nas mãos desses senhores que se julgam donos do mundo e querem implantar a maldita nova ordem mundial, uma espécie de governo mundial único.

    Mas para chegar a este tipo de governo unificado, é necessário acabar com as soberanias nacionais, suprimindo fronteiras e reunindo as nações em grandes blocos políticos.

    Aí é onde entra, na América Latina, a pátria grande do bolivarianismo do século XXI. Uma espécie de versão cucaracha da URSS. Fidel, Raul, Maduro, Morales, Correa, Kirchner, lula, dilma e cia, todos estes são peões no tabuleiro dos senhores do mundo que trabalham para unificar os países da América Latina nesta estrovenga chamada pátria grande bolivariana.

    Tudo com o beneplácito e suporte financeiro das organizações globalistas que querem implantar esse governo mundial único.

    A agressão à nossa soberania pela Venezuela faz parte desse jogo pérfido.

    Elias Jaua, o comunista venezuelano que veio ao Brasil ensinar táticas de guerrilhas ao MST, é apenas um peão. Claro que precisa ser denunciado. Mas enquanto não for dado xeque nos reis deste jogo geopolítico de xadrez, como os Rockfellers, Rotschilds, George Soros e outros; haverá ainda muito choro e ranger de dentes por causa dessas manobras diabólicas de expansão do comunismo mundo afora.

    Pessoas como David Rockfeller e George Soros é que precisariam ser detidas o quanto antes, para o bem da raça humana. Se pessoas como eles fosse detidas, o resto do castelo de cartas do movimento comunista internacional cairia junto. Na verdade, o centro de preocupação de nossos militares e demais patriotas deveria estar não apenas nas maquinações diabólicas dos comunistas em Havana e Caracas, mas também nas atividades dos globalistas desenvolvidas em Londres, Paris e Nova Iorque. Um olho no eixo “Elizabeth Arden” e outro na eixo Havana-Caracas-Brasília.

    Alguém pode dizer: “ah, mas isso é teoria da conspiração!” Mas é justamente este o rótulo que a grande imprensa dá a assuntos como esses. Bem, se a grande imprensa trata o assunto desse modo, é porque ele na verdade é o exato oposto do que a imprensa esquerdista afirma.

    Vamos ter atitudes de cientistas e pesquisar os fenômenos com profundidade, antes de descartá-los sem exame, pois isso seria atitude anticientífica. Estou dizendo isso pois pesquiso e estudo o assunto há cerca de dez anos.

    Luiz Oliveira

  13. Edesio Mioto disse:

    A minha preocupação com o futuro do país que já era grande ficou pior depois que lí o artigo do Gustavo Ioschpe na veja desta semana ( 09.11.14) sobre a educação no Brasil.Não bastasse o ensinamento marxista nas escolas públicas, agora estão implantando essa doutrina nas escolas privadas.Há dez anos Boris Casoy disse que “tá tudo dominado” e perdeu o emprego na Tv; O que acontecia naquela época não era nem dez por cento do que acontece hoje.Será que ainda há tempo e condições para interromper a célere caminhada em direção ao comunismo ? Penso que , hoje, somente as FFAA podem responder com segurança a essa pergunta. General, cem milhões de brasileiros estão, hoje, com o grito de liverdade entalado na garganta. A eleição mostrou isso. que Deus guarde o Brasil.

  14. Cassiano Leme disse:

    Estimado General,

    Fiquei muito feliz em ler seu texto, tão contundente no chamado à mobilização política em torno dos valores da liberdade para derrotar politicamente as IDÉIAS que o PT representa. De pouco serviria, parece-me, derrotar a agremiação política sem que isso pusesse em descrédito sua filosofia junto à grande massa da população brasileira. Nesse sentido, creio que a candidatura Aécio foi de grande alcance. Ela obteve apelo popular pela reafirmação dos valores de uma sociedade livre e de seus benefícios para todos os segmentos da sociedade.

    No entanto, há ainda metade da sociedade brasileira que ainda apóia e confia no PT. Parece-me fundamental entender porque e estabelecer uma estratégia de comunicação e mobilização, baseada em valores, dirigida a essas pessoas.

    A tipologia ideológica do PT nada tem de original na história humana recente. Ela propugna um ideal totalitário de progresso baseado na apropriação da prosperidade alheia utilizando como meio o poder do Estado e nega a todos a possibilidade do progresso pelo trabalho e pela colaboração espontânea entre os cidadãos. Esse Outro que merece ser expropriado no discurso totalitário, deve, idealmente, ser uma minoria privilegiada ou um grupo que possa facilmente ser desumanizado aos olhos dos apoiadores do movimento. Ele é a “elite branca” no discurso do PT. Essa forma de pensar tem raiz idêntica à de tantos outros movimentos totalitários, entre eles o fascismo italiano, o nacional socialismo alemão, o peronismo argentino, o bolivarianismo venezuelano e obviamente o bolchevismo russo. Tampouco foi muito diferente a metodologia política empregada por Julio Cesar e Octaviano para desferirem golpe mortal contra a liberdade na antiga República Romana e implantarem o projeto liberticida do império. Há algo a respeito da natureza humana que torna tais filosofias atraentes em certas circunstâncias históricas.

    O apelo de um tal discurso totalitário parece-me tanto maior quanto menos visível forem, numa sociedade, os nexos entre esforço e prosperidade, entre mérito e reconhecimento. No Brasil, o PT surgiu na esteira de um processo de hiperinflação e de intervencionismo extremo do estado na economia, que teve seu ápice entre os governos Geisel e Sarney. Esse foi um período da história brasileira no qual o trabalho honesto e colaborativo apresentou pouca chance de sucesso ao cidadão comum (hiperinflação, maxi-desvalorização, tablitas, Plano Verão, tabelamento de preços,etc.) e as conexões políticas e os privilégios legais foram fonte de criação de fortunas. O nexo moral do processo econômico no Brasil foi completamente destruído neste período.

    O nacional socialismo alemão surgiu na esteira da hiperinflação e da depressão econômica. O bolivarianismo nasceu após décadas em que a riqueza do petróleo era apropriada e distribuída de forma não transparente, sem beneficiar uma maioria, que criou uma sociedade na qual não havia nexo reconhecível entre sucesso e mérito.

    Cabe reconhecer que, no Brasil, uma parte enorme da sociedade progrediu – por meio da expansão do emprego principalmente – durante os mandatos do ex-presidente Lula. É irônico que as reformas restauradoras da moralidade econômica e da liberdade individual no Brasil – o plano real, as privatizações, a abertura econômica, o saneamento das contas públicas, tenham ocorrido no governo anterior. É inegável, no entanto, que uma parte grande da população associa esse progresso LEGÍTIMO em suas vidas ao governo Lula.

    Por essa razão, eu acredito que o voto petista é muito menos estável que aparenta. Na medida que esse progresso econômico for ameaçado (e está!) e o nexo mérito-sucesso for enfraquecido na percepção do eleitor (Petrolão durante uma recessão), o apoio político do PT pode enfraquecer-se rapidamente.

    Escrevo esse longo texto para defender a idéia que a oposição precisa buscar alcançar esse eleitor de forma muito mais aguerrida, expor a mentira da mensagem petista e PROPOR de forma compreensível e acessível um projeto politico que tenha em seu cerne o progresso baseado no trabalho, na oportunidade e na colaboração honesta de cada um. Há modelos de comunicação política de sucesso na Europa e nos EUA a emular. Margaret Thatcher OBLITEROU o discurso coletivista do Partido Trabalhista da vida política britânica com a defesa do trabalho e a denúncia da ilusão socialista. Ronald Reagan impôs, nos EUA, a mesma derrota aos sonhos de progresso social pelo crescimento do estado que começaram no pós-guerra e tiveram sua expressão máxima no governo Carter. Por meio da pressão diplomática baseada na força, derrotou simbólica e ideologicamente o bolchevismo de forma tão completa que contribuiu de forma decisiva para a queda do estado soviético – sem disparar um único tiro. Lech Walesa e o Papa João Paulo II dizimaram o comunismo na Polônia e na Alemanha Oriental com a força monumental de suas palavras e por sua superioridade moral.

    Vejo no Senador Aécio Neves qualidades que podem levá-lo a ser nossa Thatcher ou nosso Walesa. Mas não vejo ainda suficiente clareza de mensagem nem tampouco as estruturas de mobilização necessárias.

    Estimado general, é portanto com grande felicidade que leio seus textos, claros na defesa da liberdade, da necessidade da mobilização e na conclamação de todos para que se engajem nesta guerra de idéias – pois nesta disputa só acredito que seja possível uma vitória final se ela se der no campo dos símbolos, da moral e dos sonhos.

    Pessoalmente, tenho muita fé que será possível, pois não creio que o servilismo esteja no carácter de nosso povo.

    Respeitosas saudações,

    Cassiano Leme

  15. Gladenise Claudio Tavares disse:

    General Paulo Chagas, honrada em escrever diretamente ao senhor, estou aqui me confortando com seus depoimentos e suas respostas aos comentários. Me acalmei também quando ouvi o depoimento no qual diz no final: “O EB não teme e nem serve ao PT”. Foi um bálsamo para mim. Assim como milhões, também amo o Brasil e fico inconformada ao ver o que estão fazendo em todos os setores do país, porém o que mais me dói são essas cartilhas nas escolas… meu Deus, o que significa isso? No meu tempo tínhamos Educação Moral e Cívica, era ótimo. Há urgência extrema de retomar essa linha, claro que em outros moldes, óbvio, mas é preciso. Não contentes com o estrondoso estrago, estão deturpando as mentes de nossas crianças de 10 anos…Jesus amado… isso tem que acabar.
    Sempre admirei muito as FFAA, mas confesso que estou angustiada, não vejo a hora de ver aquela “Governanta” e os “cumpanheros” saírem de joelhos do Planalto, como disse Denise Abreu finalizando a conversa que teve com o senhor.
    Ansiosa, aguardando o fim desse pesadelo que assombra nossa terra adorada Pátria amada, Brasil!
    Que Deus abençoe o senhor e todos os oficiais que, confio, irão defender nossa nação.

    cordial abraço,
    Gladenise.

    • Cara Gladenise, o texto a que você se refere é meu e pode ser lido neste blog sob o título de “Conjecturas apocalípticas”. Embora eu concorde com a frase sobre servir ou temer o PT, ela foi colocada por outra pessoa no texto.
      O futuro a Deus pertence, mas, como temos a benção e o desafio do livre arbítrio, devemos nos empenhar para construir o futuro que Ele quer para nós!
      Obrigado pelo seu comentário.
      Abraço
      PChagas

      • Gladenise Claudio Tavares disse:

        General, boa noite.
        Desculpe-me pela insistência. Somente hoje vi que aprovaram em abril desse ano, a entrada de exércitos estrangeiros no Brasil sem autorização. Se bem entendi, em casos específicos. Porém está mais obvio do que nunca que liberaram essa entrada para defender os interesses deles no poder. Por outro lado, vi um vídeo sobre o sucateamento das Forças Armadas. Resumo, não temos defesa? Não temos proteção?
        Nem sei exprimir o que sinto.

        abraço,
        Gladenise.

      • Cara Gladenice, temos FFAA competentes e suficientemente armadas e motivadas para assegurar a nossa soberania. Mesmo que não estivessem, como nunca estiveram, equipadas como o que há de melhor, elas sempre estiveram municiadas com o amor à Pátria, a mais poderosa arma de uma nação.
        A desburocratização da entrada de tropas CONVIDADAS em território nacional é o atendimento do interesse das FFAA, particularmente do Exército que, por acordos de cooperação, adestra-se, aqui e no estrangeiro, em conjunto com exércitos de nações amigas do Brasil, ou seja só entra quem for convidado a treinar conosco, assim como nós entramos em território estrangeiro, quando convidados, para adestrar-nos com os vizinhos. Simples assim…

  16. Andrea disse:

    Obrigada …por sua resposta!!! Espero que tudo isso se solucione da melhor maneira possível!!
    Dia 15 de novembro,teremos o Brasil todo nas ruas…isso é o que estamos organizando…e ja sabemos que a mídia se CALA…uma pena esconder algo de direito de todos…que nos estão tirando pouco a pouco!
    Muito agradecida de verdade SR.General Paulo Chagas.

  17. Selig Fykspert disse:

    Uma analogia bem simples para se entender uma intervenção militar: quando alguém tem um tumor que inevitavelmente o levará a óbito, o médico – esgotadas todas as outras alternativas e a morte sendo iminente – extirpa tudo o que for preciso, coloca o doente (já a salvo, mas ainda precisando de cuidados) em internação pelo tempo que achar necessário e então, quando tudo estiver bem, libera-o para viver sua vida. Todo esse procedimento independe da vontade do paciente, é obrigação do médico salvá-lo. E deve permanecer atento, acompanhando o caso: apareceu outro tumor, faz tudo de novo. —– O Brasil, algum tempo atrás, quase morreu; nossos bons e atentos médicos cumpriram sua obrigação e salvaram-no. Mas parece que a doença voltou.

  18. Pedro disse:

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/02/140227_russia_militares_dg

    Militares russos irão ficar em Venezuela, Cuba e Nicarágua, logo esses países de regimes parecidos. A pergunta é: PRA QUE?

    Só pode ser cheiro de guerras isso aí, dias de trevas virão, infelizmente. Ou ocasiona logo a 3ª guerra mundial, ou Guerra Fria voltará, mas dessa vez, em conflitos armados.

  19. O Brasil está entrando na maior crise política desde a era Collor. Meu prognóstico é de que a operação Lava-jato vai resultar em processos criminais contra diversos políticos petistas e de partidos aliados. Dilma, pressionada, irá nomear cobras-mandadas para o STF, com o objetivo de absolver todos os envolvidos ( o Dias Tófoli foi o primeiro da lista, e ela tem mais 6 para nomear até 2018).A sociedade estarrecida vai iniciar protestos massivos contra a manobra, que receberá apoio dos militares e se setores do Judiciário. O exército terá então que abraçar esta bronca. Milico não escolhe missão, cumpre-a. E a sociedade brasileira dará esta missão à única instituição ainda não corrompida pela ideologia marxista, e que é apontada pelas pesquisas de opinião como a mais confiável: as forças armadas. Em 1987 o presidente Figueiredo disse numa entrevista que o Brasil ainda teria uma revolução. Ninguém quer isto. Mas o pior cenário possível é a nossa nação transformar-se numa imensa Cuba, coisa que o contra-golpe de 1964 tentou evitar, sem sucesso, por razões que não cabe aqui discutir.

    • Caro Fernando, muito boa análise! É, de fato, um cenário possível. Eu ainda guardo a esperança de que o Senado Federal evite este rumo, simplesmente não aprovando as indicações políticas do PT para o STF, preservando, assim, a autonomia e o equilíbrio dos poderes republicanos.

  20. Mailon disse:

    General veja esse vídeo.
    NA TAILÂNDIA INTERVENÇÃO MILITAR DERRUBOU O ‘PARTIDO VERMELHO’ , DETONOU A CORRUPÇÃO E TROUXE ALÍVIO, PAZ E ALEGRIA PARA O POVO.
    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/11/na-tailandia-intervencao-militar.html

    • Caro Mailon, você já comparou o tamanho da Tailândia com o do Brasil? Faça uma relação apenas entre as características físicas dos dois países e você concluirá que o que se passa por lá não é exemplo para nós. O nosso problema é milhares de vezes mais complexo que o da Tailândia, o que não lhes tira, de forma alguma, o mérito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s