Armas e munições inegociáveis

Caros amigos

O Dr Pedro Dallari, coordenador da comissão nacional da verdade, ao tentar coagir os militares, por intermédio do Congresso, a admitir que as Forças Armadas “institucionalizaram” violações dos direitos humanos no período sectariamente “investigado” por um grupo de comissários “comprados”, nos revela a existência de mais um tipo de “bolsa” governamental que se soma à “bolsa ditadura”, à “bolsa esmola” – ou da “fome” ou “família” – e, entre outras, à mais rentável, porque envolve bancos suíços e paraísos fiscais, a “bolsa propina”.

Todas elas visam a assegurar algum compromisso eleitoreiro ou ideológico da parte abrangida pelo programa, objetivando, logicamente, a conquista do poder total e permanente para os corruPTos.

Agora, graças à indiscrição do Dr Dallari, estamos conhecendo a “bolsa projetos de defesa”, ou seja o governo “compra” o silêncio, a autoestima, o orgulho, a história, a moral e a honra militar em troca de recursos para que as Forças Armadas possam adquirir equipamentos que lhes permitam cumprir suas missões constitucionais. Ou seja, a defesa da Pátria e o cumprimento do dever passaram a ser moedas de troca para a garantia dos interesses ideológicos do governo

Em resumo, o Dr Dallari nos revela que os militares entregam – têm entregado ou devem entregar – suas almas ao governo para obter os meios de que necessitam para o cumprimento de suas missões!

Ao tomar conhecimento disso, um velho e desatualizado soldado de Cavalaria, como eu, formado e adestrado a cavalo, na penúria, na míngua e na privação, mas sempre senhor da sua alma, orgulhoso, seguro e fiel ao compromisso de VENCER que nos foi passado pelos magníficos soldados que nos antecederam e que, com muito menos, mantiveram invicto o Exército de Caxias, perguntaria:

Como pode um exército querer vencer, mesmo modernamente equipado, quando não dispõe mais de sua alma?”

Aprendi e nunca esquecerei que as mais caras e poderosas armas de um exército são seus Soldados, armados com a vontade de lutar e municiados com a honra que lhes dá a força, com o amor à Pátria que lhes dá a coragem para enfrentar a morte e com a herança de seus antecessores que lhes dá o compromisso com a vitória!

Ainda não me permito crer que estas armas e munições sejam negociáveis, como quer insinuar o Dr Dallari.

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

24 respostas para Armas e munições inegociáveis

  1. Jovanio Schlickmann Junior disse:

    Gen Paulo, pretendo ingressar na esPCEx e vendo os três chefes das FFAA agindo contra meu país,contra seus próprios princípios,contra a própria honra.Me sinto desanimado e começo a repensar se as FFAA de hoje são as mesmas FFAA das décadas de 60,70,80 e 90 se ainda existem homens como o,sr,como Gen Figueiredo,como Gen Medici,como Marechal Castelo Branco,como Gen Newton Santos e muitos outros homens honrados que ja estiveram na frente das FFAA. Meus heróis não são jogadores de futebol(com exceção do Zico).Meus heróis são homens como o sr,que dedicaram a vida ao país as vezes até se privando do contato com a família para cumprir seu dever com todo o orgulho e satisfação.

    • Obrigado, Jovânio, pelo prestígio da sua admiração. Para lhe aconselhar, digo-lhe que as instituições militares são perfeitas e se estruturam em valores, já os homens, nem sempre. Siga o rumo do seu coração e não olhe para os lados. A carreira militar deve ser seguida por sentimentos que vem do coração, não da razão. O soldado sofre em treinamentos, cursos e privações, mas sente-se forte e valorizado por isto. É contraditório, mas é o que move o Soldado que é soldado por vocação e não por conveniência ou acomodação.
      Repito: Siga o rumo do seu coração!

    • Jovanio Schlickmann Junior disse:

      As vezes me pergunto se vale a pena ser tratado como indiferente por defender a tão temida “ditadura militar”. Mais não consigo ser cúmplice da mentira,quando o tema é “ditadura militar” na escola,não consigo me manter calado e sempre crio algum confronto com professores e companheiros de classe. Acredito que a democracia é o melhor sistema já inventado pelo homem,mais,tenho minhas duvidas se essa regra se aplica sobre o Brasil,já que,fora provado que o período em que ela esteve” guardada” foi o melhor. A falta de esperança em uma melhora no país,nos moldes democráticos,me faz pensar que a democracia ja não existe mais em Terras de Santa Cruz. Apesar de querermos negar,sabemos que o povo Brasileiro ja não tem mais voz e poder de reação,para que as mudanças sejam feitas. Desculpe o meu descompromisso com meus deveres civis,mais acho que as mudanças não estam aos meus alcançes,assim como o de nenhum Civil. Sou apenas um jovem,posso estar muito errado(tomara),mais não vejo na juventude um sentimento de mudança e busca pela verdade. Vejo a juventude a qual eu pertenço,mais preocupada com festas,dinheiro e sucesso social,esqueçendo do futuro do propio país. Continuarei fazendo minha parte,mais por desecargo de consciência do que esperança de mudança. Mais claro. Se um dia uma atitude dos meu superiores ser tomada,estarei lá para apoiar,quando os verdadeiros heróis tomarem o lugar que é seu por merecimento !

      Observação : No primeiro texto me refiro ao General Newtom Cruz e não a Newtom Santos.

    • Se o Exército não possui mais alma vamor formar outro Comando General. Creio ainda na instituição e que chegará a hora da resposta que será forte, concisa e rápida, colocando os “pontos dos is” para acabar de uma vez por todas a agressão a nossa soberania. Estou de seu lado General se assim me permitir e da honra de nossa Pátria e das FFAA do Brasil. O guerreiro não foge a luta, jamais. Os comunistas tem que ser banidos.

  2. 1º TEN ( RM2-MD) VICTOR HENN - COM8ºDN disse:

    Com sua permissão, General.
    Angustio-me diariamente com as inúmeras dissimulações plantadas por esse governo quanto à história, bem como ao futuro desse país. Ações diárias de estímulo ao caos social, subsequente e crescente dependência do povo pelas migalhas sociais, estrangulamento tributário da classe média, perda do direito a auto-defesa pelo desarmamento, tentativa de desarmar e desarticular o papel das polícias, admitir em território Nacional exército de guerrilheiros de outras nações, campanha vermelha através do “MAIS MÉDICOS”, quebra da credibilidade nacional pela corrupção desenfreada das estatais, entre outros. Não é chegada a hora general!? Não vejo saída pelos meios democráticos. Traidores da Pátria, excelência!! Devem ser tratados como tal… Não é possível que o Alto Comando das Forças esteja vendo tudo isso de maneira apática e se acomode com tantas calúnias. Hierarquia e Disciplina. Ordem e Progresso novamente.

    • Caro Victor, respondo-lhe com uma “fábula”:
      A FÁBULA
      Jacornélio M. Gonzaga
      Era uma vez um homem que tinha um leão. Comprou-o recém nascido, para criá-lo em sua casa.
      A casa do homem era grande e bonita, construída em um enorme terreno onde o homem tinha flores e frutos e os cuidava e guardava com muito orgulho e carinho.
      O leão, quando grande, pela presença, deveria dissuadir os invejosos de suas inconfessáveis ambições sobre sua rica propriedade.
      O tempo foi passando, e o leão, tratado com carinho e bem alimentado, cresceu bonito e forte, impressionando a todos pelo tamanho e pela obediência ao homem, era realmente muito disciplinado.
      O homem tinha muito orgulho do leão e de si próprio, afinal, a idéia de ter um felino daquele porte lhe trazia grande tranqüilidade. Sua simples presença era a garantia de que ninguém ousaria adentrar, sem seu conhecimento, na rica propriedade. Todos admiravam, respeitavam e temiam o leão.
      Com o passar dos anos, o homem achou que havia nas redondezas um temor exagerado de seu leão, além do que ele julgava necessário. Até seus vizinhos evitavam passar por perto dos muros da casa, com medo do leão.
      Embora ele afirmasse que o leão era manso, todos o temiam. Havia gente que perdia o sono ao ouvir um simples rugido do leão.

      O homem, preocupado com o temor dos vizinhos, valendo-se da disciplina e da obediência do leão, condicionou-o a fazer e manter o silêncio! O leão, submisso, parou de rugir, apenas ronronava, era a única manifestação de seu instinto que a autoridade do dono lhe permitia!
      O silêncio do leão tranqüilizou as redondezas e convenceu a todos de que o leão era realmente manso.
      Passado algum tempo, o homem acordou pela manhã e deparou-se com pichações nos muros de sua preciosa casa, devastação no jardim e no pomar, flores e frutos roubados, e constatou, horrorizado, que a presença do leão não intimidava mais os invejosos, eles haviam constatado que o leão era inofensivo, guardavam-lhe a admiração pelo porte e pela obediência mas não mais o respeitavam, pois era inofensivo, sequer rugia!
      Moral da história: “O leão pode ser disciplinado e obediente, mas não inofensivo, precisa, pelo menos, rugir de quando em vez para se fazer respeitado”

      • Francisco Machado disse:

        General,
        pelo que entendi da analogia, a preocupação do TEN VICTOR HENN procede, pois, ao que parece, nossas FFAA são o leão da fabula, belo, forte e robusto, mas que não ruge mais. Será isso, General?

      • É a ideia da mensagem. O Leão não precisa atacar ou ferir ninguém, mas têm que fazer-se respeitado pelo papel que lhe incumbe a Nação.
        O Exército tem que participara da política com a sua voz, opinando sobre tudo o que interfere na segurança nacional, ou seja, sobre quase tudo que ocorre dentro e fora do Brasil. Infelizmente, não tem feito isto, não ruge como o leão da fábula e acaba por ser desconsiderado por uma patética comissão da “verdade”!

  3. Leo do Amaral disse:

    Exmo. Senhor General Paulo Chagas Peço aceitar meu TOTAL E IRRESTRITO apoio ao senhor e seus ideias . Conte HAJA O QUE HOUVER com este R/2 de Cavalaria que mantem intocado nosso amor pela Patria e o que aprendemos no dorso do inesquecível amigo o Cavalo .(saí do CPOR/SP e fiz estágio no 10º RC. De Bela Vista .) “ SEJA HIPO , SEJA MÓVEL , HAVERÁ SEMPRE UMA CAVALARIA “. Respeitos abraços de seu irmão de Arma 2º Ten R/2 de Cavalaria Léo do Amaral logo vi Haras Estrela Guia channel http://www.youtube.com/watch?v=MwKqMC-3_eY http://www.harasestrelaguia.com.br

  4. Aparecida Donizeti de Oliveira disse:

    São canalhas e sabem,senhor, que aqueles que honram suas missões no nosso Exército não poriam vidas de civis em risco! Por isso o ex-presidente declarou,há alguns anos atrás que não tem medo dos militares.Acredito ,e isso me dá esperança,que ele há de aprender a ter RESPEITO pelo Exército e pelo povo brasileiro!Não sei quando,mas há o tempo de Deus!O importante é não pararmos de lutar a fim de prepararmos o terreno. A situação está chegando no seu limite.Há alguns meses uma amiga me enviou um vídeo do Chico Xavier, da época do regime militar, onde ele dizia(pouco se importando com o que iam pensar dele!) que devíamos agradecer a Deus por estarmos em segurança,protegidos pelo nosso Exército,pela disciplina,evitando que acabássemos escravizados.Ontem ouvi um pouco de uma palestra do padre Fábio de Mello sobre a corrupção.Onde estão os cristãos, que não saem as ruas,unidos por um só ideal:liberdade,paz,justiça,vida( hà vários projetos para a legalização do aborto,por exemplo,além do que já é previsto por lei.Tenho ouvido tantas asneiras,absurdos no meio “intelectual” onde vivo,profissionalmente! Uma coisa tenho percebido : aumentam o número dos que pedem socorro ao nosso Exército! Não sei o que isso pode gerar exatamente,porém,significa que estão repensando 1964! Quem sabe seja o momento de clarear nosso passado,clareando nosso futuro.Deve haver um meio e Deus nos orientará! Pessoas são pessoas e há as que não honram suas profissões,suas religiões,suas missões em qualquer instituição! Entretanto,entre eles há os comprometidos com a honra,com a ética,com o bom senso principalmente! É muito reconfortante esse espaço que o senhor nos concedeu.Falo orgulhosa(meus filhos riem carinhosamente) que o General disse isso e disse aquilo.Grande abraço,General Paulo Chagas.

    • Obrigado pelo prestígio da sua confiança!

      • Aparecida Donizeti de Oliveira disse:

        Mais uma vez,me desculpe pelo mal entendido,senhor! Sempre,desde criança admirei o Exército,gostava muito de marchar no 7 de setembro.Nunca,general,nem no meu pior pesadelo pensei viver isso tudo,essa insegurança,esse medo.Não é preciso responder-me,pois sei que são muitas postagens,só queria compartilhar com o senhor o que eu e tantas mães estamos sofrendo e dizer que continuo confiando que as Forças Armadas não nos deixarão sozinhos diante de um risco real.Sei que jamais,seria ridículo pensar assim,os senhores nos orientariam a para de lutar pacífica e democraticamente.Entretanto,não vivemos uma democracia há muito tempo! Só porque podemos falar o que queremos, não significa que o estado é democrático. Ouvi uma transmissão de 1968(repórter Esso),que dizia que o presidente Costa e Silva falaria sobre o AI5.Ora, o pt não explica nada,apenas agem inconstitucionalmente.Não impedem os jornalistas de darem suas opiniões,fazem com que distorçam,manipulem,favorecendo o governo.Por favor,senhor,só me responda,se,na sua opinião,está havendo um exagero da parte dos anti-petistas e anti-comunistas que veiculam algumas notícias alarmantes pela internet.Por exemplo,a chegada de milhares de haitianos, crianças e adolescentes que são enviadas à Cuba para serem doutrinadas e treinadas…Se o senhor puder,é claro. Acredite,general, que muitos,muitos brasileiros têm refletido sobre o Contra-Golpe de 64; muitos passaram a entender e respeitar(quem ainda não se sentia assim,é claro…) o Exército! Tudo tem um lado positivo,não? Espero que,aos poucos,consigamos levar mais brasileiros a refletirem e pesquisarem como o senhor disse,observando os fatos na ordem cronológica(isso é muito importante!).Estamos exagerando,beirando a paranoia? Há quem diga que o Brasil é grande demais e isso dificulta e muito para os inimigos da nossa pátria.Muito obrigada! Se não nos falarmos mais, um Feliz Natal!

  5. General Paulo. Seria uma honra estar ao seu lado se for necessário deflagrar a guerra contra os usurpadores comunistas. Conte comigo.

  6. Pedro disse:

    Caro General, os militares da Venezuela foram comprados pelo governo num molde bem parecido.

    Só espero que antes de eclodir uma calamidade dessas, o exército tome a iniciativa de usar sua dignidade e nos salvar desses desgraçados.

    • Caro Pedro, as FFAA da Venezuela fazem parte do “processo” desde o seu início. Chavez era oficial do Exército e, de dentro dele e com seu apoio chegou ao poder. É uma diferença fundamental. Tenho alertado para o que todo o mundo sabe: “A defesa do Estado é responsabilidade do Estado”.
      As FFAA não precisam e não devem negociar os meios para o cumprimento de suas missões.

  7. Mailon disse:

    General olha isso:
    A UNASUR PRETENDE MUDAR A FORMAÇÃO DOS NOSSOS MILITARES:

    • Caro Mailon, a pretensão é um direito deles, tornar realidade é outra coisa! Não acredito que consigam. A formação militar se estrutura em evolução e valores, aquela, por definição, muda, estes pela mesma razão, são permanentes. Esta associação permite assegurar que as Forças Armadas evoluam, mas não mudem!

  8. aparecida donizeti de oliveira disse:

    General Paulo Chagas,perdoe-me se estou sendo inconveniente,mas não entendi por que meu comentário foi excluído.Não fui desrespeitosa de maneira nenhuma,mesmo por que tenho muito carinho pelo senhor.Será por eu ter mencionado Chico Xavier.O próprio padre Fábio de Melo disse,certa vez,só ter coisas boas a dizer dele.O que dizer,questionou o padre à entrevistadora Marília Gabriela,de alguém que viveu sua vida fazendo a caridade? De qualquer maneira,agradeço-lhe o espaço,respeito que tenha excluído meu comentário,só não entendi o motivo.Feliz Natal!

  9. aparecida donizeti de oliveira disse:

    Desculpe,senhor,meu comentário não aparecia desde ontem e pensei que o senhor o havia excluído.Não consigo excluir o último,perdoe-me;Tudo de bom,de paz e saúde ao senhor e à sua família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s