A nossa Liberdade

Liberdade para quê? Liberdade para quem?

Liberdade para roubar, matar, corromper, mentir, enganar, traficar e viciar?

Liberdade para ladrões, assassinos, corruptos e corruptores, para mentirosos, traficantes, viciados e hipócritas?

Falam de uma “noite” que durou 21 anos, enquanto fecham os olhos para a baderna, a roubalheira e o desmando que, à luz do dia, já dura 26!

Fala-se muito em liberdade!

Liberdade que se vê de dentro de casa, por detrás das grades de segurança, de dentro de carros blindados e dos vidros fumê!

Mas, afinal, o que se vê?

Vê-se tiroteios, incompetência, corrupção, quadrilhas e quadrilheiros, guerra de gangues e traficantes, Polícia Pacificadora, Exército nos morros, negociação com bandidos, violência e muita hipocrisia.

Olhando mais adiante, enxergamos assaltos, estupros, pedófilos, professores desmoralizados, ameaçados e mortos, vemos “bullying”, conivência e mentiras, vemos crianças que matam, crianças drogadas, crianças famintas, crianças armadas, crianças arrastadas, crianças assassinadas.

Da janela dos apartamentos e nas telas das televisões vemos arrastões, bloqueios de ruas e estradas, terras invadidas, favelas atacadas, policiais bandidos e assaltos a mão armada.

Vivemos em uma terra sem lei, assistimos a massacres, chacinas e seqüestros. Uma terra em que a família não é valor, onde menores são explorados e violados por pais, parentes, amigos, patrícios e estrangeiros.

Mas, afinal, onde é que nós vivemos?

Vivemos no país da impunidade onde o crime compensa e o criminoso é conhecido, reconhecido, recompensado, indenizado e transformado em herói! Onde bandidos de todos os colarinhos fazem leis para si, organizam “mensalões” e vendem sentenças.

Nesta terra, a propriedade alheia, a qualquer hora e em qualquer lugar, é tomada de seus donos, os bancos são assaltados e os caixas explodidos. É aqui, na terra da “liberdade”, que encontramos a “cracolândia” e a “robauto”, “dominadas” e vigiadas pela polícia!

Vivemos no país da censura velada, do “micoondas”, dos toques de recolher, da lei do silêncio e da convivência pacífica do contraventor e com o homem da lei. País onde bandidos comandam o crime e a vida de dentro das prisões, onde fazendas são invadidas, lavouras destruídas e o gado dizimado!

Mas, afinal, de quem é a liberdade que se vê?

Nossa, que somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade ou da bandidagem organizada e institucionalizada que a controla?

Afinal, aqueles da escuridão eram “anos de chumbo” ou anos de paz?

E estes em que vivemos, são anos de liberdade ou de compensação do crime, do desmando e da desordem?

Quanta falsidade, quanta mentira quanta canalhice ainda teremos que suportar, sentir e sofrer, até que a indignação nos traga de volta a vergonha, a auto estima e a própria dignidade

Quando será que nós, homens e mulheres de bem, traremos de volta a nossa liberdade?

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

18 respostas para A nossa Liberdade

  1. Gisa Tavares disse:

    Boa noite General.
    É tudo isso que está engasgado em minha garganta.
    Só queria lhe dizer:
    Sou sua fã e seguidora!

  2. Aparecida Donizeti de Oliveira disse:

    Senhor,gostaria de compartilhar esse seu texto! Ele vem ao encontro do que acabo de conversar com meus filhos,depois de ver, via Polícia Militar,os estragos, a bagunça feita pelos manifestantes do “passe livre”,financiados pela esquerda enraivecida e,por isso, divulgados pela tv.Com a sua permissão,é claro.Abraço.

  3. Francisco Machado disse:

    General,
    enquanto o povo for para as ruas brigar por R$0,50, como foi o caso ontem em São Paulo, além do Rio e Belo Horizonte, as suas perguntas permanecerão sem respostas, infelizmente.

  4. Tana Pereira disse:

    General, tenho uma profunda admiração pelo senhor e seus escritos, a favor do seu povo e de nosso Brasil, hoje tão desmoralizado e desrespeitado por esse vil governo, traidor da pátria, ou melhor, DESGOVERNO.
    Além de compartilhar seus artigos com meus amigos, tenho uma pasta em meu notebook com seu nome e, nele guardo seus brilhantes textos que falam por nós todos, brasileiros que honramos nosso País e nossa Bandeira Verde e Amarela.
    Meus sinceros cumprimentos,

  5. Edesio miotto disse:

    General, a nossa liberdade já foi para o brejo. Só uma “Intervenção Constitucional” que comece tudo de novo tirará o país do lamaçal em que se encontra.E isso somente as FFAA podem fazê-lo. O seu artigo diz muito bem a situação dramática que o país vive. As nossas FFAA são as últimas esperanças que temos. Que Deus abençoe os nossos soldados.

  6. Ronaldo Wolf. disse:

    Toda [essa anarquia [e o desenvolvimento do projeto de desmoraliza;’ao do sistema democratico objetivos da implantacao da DITADURA COMUNISTA NO BRASIL……PLANO DO FORO DE S’AO PAULO.

  7. Aparecida Donizeti de Oliveira disse:

    O pt,eu creio, está começando a cair de podre mesmo.O grande problema é que ele tem partidos aliados,prontos a continuar o projeto de comunização do nosso país! Nem no PSDB confio mais,já que o Aécio Neves não soube compreender o povo que ,desesperado,pedia socorro às FFAA(e pede hoje,mais do que nunca!Aumenta o nº de pessoas a valorizarem as Forças Armadas a cada dia…) Nem o povo nas ruas ,ele apoia,essa é a verdade! Li,na Revista Militar que os militares chamaram-no a fim de apoiá-lo durante a campanha eleitoral e ele não foi,parece que mandou alguém.No momento,não vejo outra solução além da Intervenção Militar também,entretanto,é preciso mais gente consciente ,disposta a apoiar e assumir esse apoio publicamente agora e no futuro! Obrigada,General Paulo Chagas! Boa semana! Que Nossa Senhora Aparecida cubra nosso Brasil com seu manto de luz e amor!

  8. Lincolnj disse:

    Liberdade? Não temos liberdade General, nem de reagir.
    Olhe esse video:
    Repórter critica policial por ter reagido a assalto:

  9. Marcelo Silva disse:

    A unica razao por nao termos virado uma Venezuela e porque o PT nao tem, ainda, controle de uma forca armada. Tentaram isso com a Forca Nacional de Seguranca, mas nao conseguiram. Continuem firmes! Voces ainda sao o ultimo obstaculo ao totalitarismo, este sim das trevas.

  10. Scala disse:

    Caro general: Nada sobrou para se dizer após suas indignadas e claras palavras. É o que todo brasileiro quer dizer, mas nem sempre acha as palavras e as expõe com tanta propriedade. É hora de botar a “reserva” na batalha, em um ataque fulminante e profundo. O BRASIL E OS BRASILEIROS JÁ NÃO AGUENTAM MAIS A BANDALHEIRA……..ME CHAME QUE EU VOU E LEVO MEU TRABUCO. PAU NELES!!! VOTO??? QUE VOTO? VOTO NO BRASIL É COMPRADO.

  11. Leila Pereira disse:

    Que as Forças Armadas nos libertem!

  12. ciro de almeida disse:

    General, essa bandalheira só terminará quando os homens fardados colocarem a bandidagem no lugar que merecem. Vivi os “anos de chumbo”, estudei, me formei e nunca tive qualquer constrangimento em minha vida pessoal e profissional. A “ditadura” tão repudiada por esses bandidos que hoje estão no Planalto foi muito branda com eles.

  13. Boa tarde General,
    Somente hoje tive conhecimento deste e de outros textos do senhor. Alguns concordo, outros não, outros em parte. Enfim, opiniões nunca serão totalmente convergentes, e isso é ótimo!
    Não podemos ter verdades absolutas pois incorreríamos no erro de não enxergar o oposto. E o oposto nem sempre é inimigo, é ruim. Muitas vezes é esse oposto que nos faz crescer, criar novas soluções, buscar alternativas e é isso que devemos tentar.
    Não há radicalismo que perdure para sempre. O socialismo tantas vezes decantado por esses pseudo-comunistas da Prudente de Morais nunca existiu, mas acreditar que a solução é militarizar tudo também não me agrada. Devemos sim – apoio – dar uma faxinada geral no governo central e congresso, nas prefeituras e estados e suas camaras. O caminho é que ainda não sei, sugestões são bem-vindas, mas a verdade é que, para confrontarmos todo o tipo de bandidagem, a do morro e a do asfalto, sangue será derramado. De inocentes, de bandidos e de mocinhos. Não dá pra confrontar o traficante com recados “dia tal subiremos o morro pra instalar mais uma UPP”, e a demagogia geral, encampada pela mídia nos oferecer a manchete “ocupação do morro se deu sem nenhuma bala disparada”. Faltou dizer que também não teve nenhum bandido preso, ou seja, tá tudo igual. Morro não é lugar para morar, não tem infraestrutura, não tem acesso, não tem legalidade. Quem mora no morro se beneficia dessa política clientelista e depois vai pra televisão chorar o filho morto pelo tráfico, a casa destruída pelo desabamento e por aí vai.
    Perdi meu filho mais velho pro tráfico. Morreu antes dos 20 anos. Nunca deitei na sombra de governo nenhum e hoje passo a maior dificuldade de minha vida. Tenho 49 anos, tres filhos e um na barriga de minha esposa, com quem sou casado há 23 anos. Moro de aluguel, ganho pouco mais que um salário mínimo e algum por fora vendendo salgados e afins. Nunca nenhum governante fez nada por nenhum trabalhador que insiste em não pedir as esmolas do governo. Mas ele sobe o morro e oferece casa, água, luz e tv de plasma subsidiados. Eu estou com o nome sujo, minha tv ainda é de tubo. Minha vida é difícil, mas não desisto de tentar mostrar aos meus filhos que o caminho é a educação.
    Concordo com muito do que o senhor escreve, mas ainda espero ver quem vai sujar as mãos de sangue pra botar as coisas no lugar e honestamente, não vejo ninguém com capacidade e com vontade de mudar. O pobre favelado vive bem, não se engane, com tantas bebesses que recebe. Esse não está nem aí com os problemas que a classe realmente trabalhadora, a mão de obra que gera riqueza para o país está passando. O rico abastado em nada sofre, seu dinheiro bem aplicado em bolsas e toda a sorte de aplicações o deixam imune ás intempéries do mercado. Os políticos decidem o próprio salário, só isso basta. Quem quer mudar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s