Uma boa oportunidade para fazer da FUNAI um Serviço de Proteção ao Índio

Caros amigos

Ao que parece e é anunciado, a indicação do Gen Sebastião Peternelli para a direção da FUNAI será rejeitada pelo Sr Ministro da Justiça, Alexandre Moraes.

O fato se deve à “indignação” causada aos índios (?) e às organizações ligadas à  sua “proteção” (?) pela indicação de ummilitar para a função e não deixa dúvidas quanto ao receio dos interessados – “caciques” (?), aproveitadores estrangeiros e traidores nacionais –  de que as maracutaias que envolvem a execução da política indigenista brasileira sejam descobertas, eliminadas e punidas por uma gestão moralizadora que acabe com desvios de finalidade e que liberte os índios – suas maiores vítimas –  dos seus interesses pessoais, desumanos e impatrióticos.

Segundo o “Conselho Indigenista Missionário” (CIMI) – entidade da CNBB ligada ao PT e a seus aliados e que está por trás  de todos os conflitos envolvendo os índios e a produção agrícola, no Brasil e além fronteiras -, a nomeação do Gen Peternelli seria um “retrocesso na relação do Estado brasileiro com os povos indígenas” porque criaria a possibilidade de integrá-los ao conjunto da sociedade nacional, o que, certamente, feriria de morte planos internacionais atentatórios à soberania e ao patrimônio brasileiros, endossados pelo CIMI e pelo Greenpeace, este último, um conhecido defensor dos direitos e da vida dos “animais”, o que explica seu interesse em não permitir a interação dos índios aos demais brasileiros.

Essas entidades de “proteção dos povos indígenas”, fieis a seu compromisso com o ideário comunista, também repudiam o posicionamento do Gen Peternelli  face à ideologia que defendem e que querem ver implantada no Brasil, de forma a assegurar o comprometimento com o atraso e, consequentemente, os interesses estrangeiros sobre nossas riquezas e nossa evolução como nação soberana. Elas se sentem ameaçadas pela afirmação do General de que “o Brasil nunca vai ser comunista”!

Mesmo que o General não venha a assumir a FUNAI, esta reação mais reforça o que todos já sabem, ou seja, que acorrupção é a grande razão da necessidade de evitar, a todo custo, que alguém firmemente honesto e determinado conheça, denuncie e acabe com as engrenagens desse sistema. Há razões e indícios de sobra para que uma investigação do Ministério Público e da Polícia Federal, bem como para que uma auditoria do TCU sejam realizadas naquele órgão.

Pobre país que permite o uso de seus aborígenes como massa de manobra para as conveniências internacionais, permanentemente empenhadas em solapar a sua soberania. Pobres índios brasileiros, condenados a serem eternamente cidadãos de segunda classe, tratados como animais exóticos por defensores da fauna terrestre e representados por falsos líderes que escondem sua infâmia atrás de uma máscara de ignorância e que fingem apego à sua cultura primitiva apenas para mantê-los apartados do restante da sociedade a qual, por todas as razões, já deveriam estar integrados.

Que tipo de pessoa procura o Sr Ministro da Justiça para presidir a FUNAI? Alguém que seja capaz de conciliar os interesses e as necessidades dos silvícolas com os do restante da sociedade brasileira – integrando-os definitivamente a ela, como brasileiros que são -, ou alguém que atenda aos propósitos do CIMI, das ONG que os exploram, do Greenpeace – que nem brasileiro é – ou de outros organismos internacionais dedicados a submeter nossa soberania aos seus interesses?

Cabe aqui lembra-lo de que a FUNAI teve origem no Serviço de Proteção ao Índio, criação do mais importante de todos os indigenistas brasileiros, um militar, o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, de origem indígena, em uma mistura de bororó, terena e guará, cujo lema em relação aos índios era: “Morrer, se preciso for. Matar, nunca!”.

Não seria um bom momento para rever o perfil desejável para quem pretenda e deva proteger e promover os direitos dos povos indígenas?

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Uma boa oportunidade para fazer da FUNAI um Serviço de Proteção ao Índio

  1. Alexandre Bakker disse:

    Um absurdo o q se tornou o país depois da fúria petralha!!!

  2. martagoulart disse:

    Com todo meu respeito e admiração General, ao que parece, os índios não querem proteção. Preferem continuar sendo manipulados pelas ONG´S criminosas e saqueadoras (são muitas) e pela CNBB. Sabemos muito bem quais são as intenções destas, para com os indígenas ($$$). Mas em minha opinião, essa e´uma decisão que não deve, ser tomada nem pelos índios e muito menos pelos interessados em questão. Minha humilde opinião, claro.

  3. Jorge Alberto Escosteguy disse:

    Prezado General:
    Tema com alta octanagem, que os militares brasileiros dominam e muito bem.
    A FUNAI deveria passar à alçada do GSI, para ter sua atuação adequada aos interesses do país.
    É questão de Segurança Nacional.
    Um abraço.

  4. Enio Lacerda disse:

    Saudações, General Paulo Chagas.
    Mais uma vez corroboro com suas considerações sobre este tema, também. Vivi em Roraima entre os anos de 1982 e 1989, ocasião em que pude ver de perto essas ações às quais o senhor se refere.
    Sob a batuta do bispo Dom Aldo Mongiano, implantou-se nas comunidades indígenas a ideia de que tudo o que houvesse naquelas terras era de propriedade das nações indígenas. Por conta disso, relacionamentos entre índios e não índios, muitos dos quais com mais de cem anos de pacífica e boa convivência, foram minados criteriosamente. Contam os antigos que era prática comum criadores de gado cederem uma rês, vez ou outra, para saciar a fome dos indígenas, que por seu turno, já não caçavam mais porque tiveram suas práticas originais solapadas por uma orientação (fundamentalmente religiosa) divergente das de seus antepassados. Por outro lado, muitos, já sem esperanças e alheios às suas raízes, desaguaram no alcoolismo, porta larga para a violência e a degradação humana, e que, no caso do índio, se potencializa exponencialmente.
    Como derradeira consequência dessas manobras de bastidores, surgiu a primeira morte de um índio. Logo, sob a batuta do CIMI e do CCPY (à época comandado pela Sr.ª Claudia Andujar), este virou mártir de uma causa separatista, racista e violenta, tendo como resultado imoral a demarcação da reserva Raposa Serra do Sol, esta, SIM, a grande meta a ser alcançada. Pois é lá que está uma das maiores reservas minerais do planeta e onde se concentra imensas reservas de OURO, FERRO, CASSITERITA, DIAMANTE e URÂNIO (92% de pureza, e á ¨céu aberto¨, segundo dizem).
    Cláudia Andujar enviou muitas informações sobre a região da Cabeça do Cachorro para fora do Brasil. Sob o comando do CCPY, cujos colaboradores (muitos dos quais brasileiros idealistas da “causa indigenista brasileira”) tinham trânsito livre e nunca eram “incomodados” pelas autoridades, o plano de demarcação da Raposa Serra do Sol ia sendo implementado. Bastava alguém encontrar algum minério em sua propriedade para a FUNAI “plantar” um grupo indígena na região, criar um “sítio arqueológico e, a partir daí, expulsar o proprietário. Note-se: bastava a assinatura de um arqueólogo (profissional pouco valorizado à época) em tudo acontecia.
    Neste particular (o da Raposa Serra do Sol), convém lembrar as declarações de Orlando Villas Bôas, indigenista, que, em 2002 (salvo engano) anunciou a criação de uma “NAÇÃO INDÍGENA INDEPENDENTE E SOBERANA”, homologada pela ONU e o STF e da qual os brasileiros simplesmente desconhecem a existência. ( https://www.youtube.com/watch?v=dA2AcSNHR6U )

    O General Heleno teve a coragem de denunciar tudo isso e recebeu do governo do PT sua sumária exoneração como comandante do CMA (mas, afinal, o que se esperar de um presidente __poderia ser PRESIDENTO__ corrupto e marginal?).
    Nos EUA há muitas reservas indígenas, destinadas aos poucos “silvícolas” que restaram após a diretriz de George Armstrong Custer, general americano que acreditava que “…índio bom, é índio morto”, dando licena para todo colonizador abater índio como se “búfalo” fosse. Mas, diferentemente do que pregam em nosso País, lá não há reserva indígena nas fronteiras, pois, para eles, as fronteiras têm de ser ocupadas por quem as possa defender (vale o ditado: “faça o que digo, não faça o que faço”.

    Então, senhor General Paulo Chagas, teremos a oportunidade de ver até onde o Presidente da República (ainda interino) ousará chegar em favor de nossa Soberania Nacional.

    Um grande abraço deste Pára-Quedista Militar, brasileiro nato, patriótico e sempre disposto a dar a própria Vida pelo Brasil Livre.

    “Brasil, acima de Tudo”

    Enio Lacerda

  5. General!!! Acho que há muita conversa e pouca ação. Bandidos não conversam muito. Fazem o errado sem nenhum pudor ou constrangimento. O país não vai seguir os rumos corretos da lei, enquanto a caneta e o poder estiverem em mãos de comprometidos com os erros. Comprometidos e … até coniventes. https://reacionariosblog.wordpress.com/2016/07/08/stf-podera-ser-destituido-por-crimes-contra-constiuicao-brasileira/

    Se não tivermos forças para cortar o mal pela raiz… o mal brotará e, nos sufocará, como aliás… já estamos sufocados. Ação certeira , no alvo, neutraliza a reação inimiga.

  6. Nelson Duarte disse:

    General!!! Às vezes , fico a pensar sobre algumas atitudes do nosso Exército! Será mesmo, que um parlamentar Petista, tem contribuído para o desenvolvimento do país?? Será o único socialista/comunista, de boa alma e, livre dos tentáculos do domínio do partido do Foro de São Paulo? Às vezes , fico pensando , se as Forças Armadas estão mesmo ciente , do que significa “Foro de São Paulo.” http://www.zarattinipt.com.br/_blog/Deu_na_Imprensa/post/aadadad/

  7. elson hoffmann disse:

    Poderiamos criar um abaixo assinado pedindo que o ministro aprove a indicação do Gen Sebastião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s