O ridículo voto do destemperado Napoleão.

Caros amigos

O destempero teatral do Juiz Napoleão Nunes Maia Filho, com gesto de degola aos “infieis” que, supostamente, o teriam caluniado, põe em dúvida a sua capacidade para o exercício da magistratura, a sua isenção para julgar esse processo e a forma como são indicados e nomeados os integrantes das mais altas cortes do Judiciário nacional.

Seus argumentos e a forma como os expressou autorizam a crer em complacência com os crimes de corrupção cometidos pela organização criminosa que comprou, com recursos ilícitos, o resultado das últimas eleições e, consequentemente, o poder.

Com argumentos pífios e contraditórios, acusou o Brasil de ser um país não civilizado e provou isto com a transformação do seu voto em argumento de defesa da ré, Dilma Rousseff.

É o que fico a pensar depois de, enojado, ter ouvido o seu ridículo, longo e faccioso voto!

É um direito que exerço como cidadão de um país que, apesar de todos os esforços dos corruptos e de seus simpatizantes, aliados e beneficiários, ainda é democrático!

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O ridículo voto do destemperado Napoleão.

  1. Alfredo Lopes Filho disse:

    Destemperado e estapafúrdio segue em sua total falta respeito a nação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s