A Politização do Judiciário

Caros amigos

Nunca, “na história deste país”, o Supremo Tribunal Federal teve tanto protagonismo na política nacional. É um fenômeno chamado de “Judicialização da Política”, que eu prefiro chamar de “Politização do Judiciário”.

Não é sem razão, nem tampouco sozinho, que o jornalista José Nêumanne Pinto afirmou ao Ministro Marco Aurélio Mello que não confia na nossa Suprema Corte!

Uma das causas e motivo de pasmo é o processo de indicação e nomeação dos ministros do STF, o qual permite que dela façam parte personagens que NUNCA foram juízes ou, sequer, razoáveis e isentos operadores do direito, como é o caso de “Sua Excelência” o Sr Dias Toffoli!

Nesse contexto, a incapacidade do STF para contribuir com a colocação de ordem na caótica conjuntura nacional é, ao mesmo tempo, causa e consequência, porquanto falta-lhe isenção e comprometimento com os reais interesses da Nação.

O já citado Dias Toffoli, por exemplo, só não se sobressai na capacidade de ser mais venal porque lhe falta competência jurídica, predicado que, por outro lado, é demonstrado com sobra na veemência da atuação de Gilmar Mendes, amigo íntimo do corrupto Aécio Neves e companheiro de viagem e de repastos fora de agenda com outras autoridades sob suspeita de crime.

Por seu lado, o pândego e também já citado Marco Aurélio Mello só está no STF por obra do nepotismo de seu primo Fernando Collor de Mello, outro investigado por crime de corrupção.

Luiz Edson Fachin, nomeado por Dilma Rousseff, é conhecido por seu comprometimento com o assédio socialista ao Brasil. Fica, portanto, difícil acreditar na isenção de um ministro vinculado ao PT e à terrorista Dilma Rousseff e que, reconhecidamente, nutre simpatia pelo MST e pelos métodos destrutivos pelos quais este agrupamento de desordeiros “luta” por suas “causas”.

Ricardo Lewandowiski, um pigmeu entre gigantes quando Tenente de Cavalaria, ingressou na magistratura por “cota”, indicado por ninguém menos do que Orestes Quercia e, na Suprema Corte, pelas mãos de Lula da Silva. Foi ele, em conluio com Renan Calheiros, o responsável pelo “fatiamento” que assegurou direitos políticos a Dilma Rousseff, mesmo depois do seu impeachment.

Como cidadão brasileiro, lamento ter que compartilhar do mesmo sentimento de José Nêumanne Pinto em relação à nossa Suprema Corte e, para não estender-me, deixo de citar outros exemplos como o de Alexandre de Moraes, ex Ministro de Estado da Justiça do cambaleante governo Michel Temer, e o de Rosa Weber, citada por Lula como aliada em gravação feita pela operação Lava Jato.

Guardo sincera esperança de que ao final e no conjunto da obra dos 11 ministros prevaleçam a isenção e os exemplos dos grandes e verdadeiros juristas que por lá já passaram e que, em futuro não muito distante, se restaure o prestígio e a competência do STF, antes que, ao arrepio da Constituição, um Tribunal de Exceção tenha que ser criado para julgar seus integrantes e fazer-lhe a vez.

Gen Bda Paulo Chagas

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

13 respostas para A Politização do Judiciário

  1. Nelson Duarte disse:

    Conforme eu, já havia dito… as Instituições não fazem nada!!! As pessoas que “estão” nas Instituições, podem honrar o país a que servem ou… destruí-lo. Parece ser a segunda opção , a escolhida pelos indicados políticos. Com isso… como podemos, combater a criminalidade organizada? Eles … fazem a lei!!! Eles , dão as cartas!!! Eles… representam o país!!! Eles… mandam a conta para que o povo pague!!! Eles, enfim… mandam no país!!! E, continuarão a fazê-lo … até o último dia de seus mandatos!!! Último dia… que nunca chegará , diga-se de passagem!!! Afinal… o que esperar da corte máxima do país???? Justiça???

  2. JOSE ITAMAR MARANHAO DA SILVA disse:

    Estou também, estepufardo, que coisa absurda no nosso judiciário, é, na ‘corte” suplema!

  3. Maria de Fátima Alvarenga disse:

    Creio que só nos resta a última opção, tendo em vista que esses senhores estão debochando de um país, diariamente.

  4. Carlos Zindel disse:

    Caro Gen. Paulo Chagas, sou seu admirador incondicional e não me agrada nem um pouco fazer o papel de ‘desesperançado’ pois sei o quanto isso o desagrada, peço desculpas, mas entre a tragédia que se abate sobre o Brasil e o caos que vivo na cidade onde moro, impostos fraudulentos, crimes ambientais, epidemia de roubos, corrupção desenfreada e ninguém pra nos ajudar por aqui, tenho que pedir que venha logo esse tribunal de exceção, antes que a destruição seja irreparável, não há mais o que esperar, esse tempo só serve ao inimigo que se reagrupa, trama e planeja o golpe de misericórdia contra todos nós… Sigo confiando e respeitando o amigo e as FFAA, sempre, vocês são a nossa única esperança. Grande abraço!

  5. paulo sergio musambani disse:

    Rico bRasil, pobre de nós brasileiros, uma máfica maldita se instalou no país desde a constituinte de 1988.
    Somos governados por quadrilhas, que se alternam no poder e brigam de mentirinha uma com outra pra ficar tudo como está.
    O povo não aguenta mais tanta humilhação e falta de tudo.
    Os empresários honestos não aguentam mais.
    Carga tributária elevadíssima, fiscalização,corrupção e tudo um pouco.
    Muitas empresas indo embora pra outros países, até o Paraguai hoje é mais seguro que o bRasil pra se iniciar uma atividade empresarial.
    Nossos governantes nem cogitam se quer uma revisão tributária, pra diminuir impostos.
    Pelo contrário, o senhor Meireles sem papa na língua diz se preciso for aumentará os impostos.
    A classe pobre, 80%dos brasileiros, está consumindo cada vez menos. O dinheiro que ganhamos não alcança mais os preços em disparada dos produtos..
    A mídia nojenta e comprada desse país de vergonhas mil não ajuda em nada, aliás colabora e em muito pra situação caótica que passamos.
    Nosso futuro é negro, e os colarinhos brancos e engravatados cada vez protegidos e colocados como inocentes por uma corja de trambiqueiros que ocupa nossa suprema corte…
    Vergonha desmedida.
    Precisamos de um Brasil de leis que realmente iniba o vagabundo de aterrorizar nas ruas, e de leis que tome tudo,e prenda os vagabundos que governam e destroem o pais com seus falsos moralismos……

  6. Vinicius Array disse:

    Ainda para a alegria dos Defensores incondicionais da Constituicao mais estupida, programatica e ineficaz do planeta, aludidos Ministros, alem de haverem ingressado no STF via do Toma la da ca, palco onde o requisito merito esta em ultimo lugar, ELES SAO VITALICIOS, o que garante, constitucionalmente, o continuismo do que ai esta… Como contribuinte é o que penso.

  7. Maria de Sá disse:

    Por isso, sempre escrevo:
    NÃO REELEJAM POLÍTICOS ;
    NÃO VOTEM EM LEGENDAS DE PARTIDOS SUJOS, com ou sem lista fechada;
    NÃO VOTEM EM ESQUERDISTAS;
    ELEIÇÕES EM CÉDULAS DE PAPEL, passíveis de recontagem.
    Ou não limparemos o Brasil!
    Se conseguirmos colocar uma maioria de políticos de fichas limpas no Congresso na próxima eleição, poderemos começar a pedir o impedimento de ministros suspeitos dos supremos. Pensem nisso e, se concordarem, por favor passem adiante.

  8. Roberto Berlt disse:

    Caro general, o caminho está ficando cada vez mais estreito e espinhoso e não haverá como contornar. As tão faladas instituições estão totalmente falidas e dominadas por incompetentes, nomeados para agir em defesa de ladrões da pior qualidade. Esse tribunal de exceções já a muito
    é esperado por nós que amamos a bandeira verde e amarela, mas me desculpe a franqueza mas não há vontade nem coragem de se criar este tribunal, pois existe uma preocupação maior com a reação dos países vizinhos e a esquerdista ONU, do que com o Brasil e o povo.
    O Brasil tem um grande trabalho a frente e não ha quem queira enfrentar e começar a faze-lo
    Nosso general Villas Boas, prefere não “tutelar” quem lhe pede por socorro, sendo que talvez seja nosso único e ultimo recurso. Quando ele diz que as instituições estão funcionando, queria que ele apontasse qual e onde, funciona e é confiável.
    Pergunto ao senhor gen Paulo Chagas.
    Ainda podes afirmar que as instituições estão funcionando? e merecem o minimo de confiança?
    Depois dos fatos que se passaram nos últimos dias.

  9. Alfredo Lopes Filho disse:

    O judiciário deverá concorrer nas próximas eleições, ficaram ótimos nas evasivas e até melhor que os políticos de carreira.

  10. Otavio disse:

    Quando fiz meu juramento militar aos longiquos 18 anos, jurei com o braco direito estendido defender o BRASIL, nao jurei defender constituicao nenhuma. Acredito que o juramento dos generais tenha sido o mesmo. Hoje vejo vagabundos de gravata saqueando os cofres publicos e mantendo, atraves de uma constituicao igualmente vagabunda, o eterno direito de saquear e nao ser punido com rigor (no maximo dois aninhos numa cela confortavel) Quem é inimigo da pátria? Esse tipo de vagabundo ou apenas o estrangeiro? Quem os militares defendem? A constiuicao feita por larapios ou a patria mae gentil? Intervenham e imponham uma constituicao que puna severamente esses vagabundos.

  11. celestino goulart filho disse:

    Nobre General. Há cerca de um ano atrás, escrevi neste mesmo espaço, que não vislumbrava, ante o aparelhamento do STF, outra solução que não fosse a Intervenção Militar Constitucional. Tal fato se dá porque – a exemplo da Venezuela – todas as questões importantes no que diz com a Governabilidade da Nação, terminarão sendo solvidas naquele âmbito. Constitucionalmente somente o Senado Federal tem o Poder de retirar um Ministro do STF. Podemos imaginar um Senado deste “quilate” retirando ministros do STF do mesmo “quilate”? Um ano se passou. A Nação só piorou. Na verdade está derretendo. Com todo o respeito: Ou as FFAA interveêm agora ou será – se já não fôr – tarde de mais para o Brasil. Sds.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s