VERGONHOSAS ATITUDES DE DIMINUTOS FANTOCHES

Caros amigos

Ricardo Lewandowiski foi militar temporário e, enquanto esteve entre os Alunos do CPOR/SP e no 17° Regimento de Cavalaria, em Pirassununga (SP), não passou de um pigmeu entre gigantes, humilhado pela imensa superioridade moral dos homens de farda com os quais tentou, em vão, fazer- se confundir.

Ainda agora, junto com seus liliputianos camaradas ministros, não ultrapassa a estatura de um pigmeu quando comparado ao gigantismo histórico da Suprema Corte brasileira.

No último dia 11 de outubro, após um placar de 6×5, o STF foi despudoradamente humilhado diante de si mesmo, graças à covardia e à disposição de seus membros para o papel de diminutos fantoches do não menos desmoralizado Congresso Nacional.

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

6 respostas para VERGONHOSAS ATITUDES DE DIMINUTOS FANTOCHES

  1. Paulo Roberto Pires Coelho disse:

    Bom dia General. O STF só cumpriu o mesmo papel de sempre, foi OMISSO. Sempre acreditei que o STF tinha duas funções principais: Assegurar o cumprimento do texto constitucional e punir políticos por desvios praticados. Pois ele faz exatamente o contrário. Faz o possível para manter políticos corruptos longe das grades e distorcem a Constituição Federal para atender interesses escusos. Quando decidiram que os criminosos do Mensalão não haviam praticado crime de formação de quadrilha, Cármen Lúcia foi um dos votos favoráveis à absolvição. Quando determinaram que Renan Calheiros se afastasse da presidência do Senado foram literalmente IGNORADOS e a determinação não foi cumprida. Em resposta nada fizeram. Na verdade são parceiros de crime, quadrilhas rivais que se associam quando existe mútuo interesse. Existem, no Senado Federal, inúmeros processos de Impeachment de juízes do Supremo que JAMAIS foram levados à votação. Tivemos até um episódio em que um crime foi divulgado publicamente. Jamais vou me esquecer de Renan Calheiros, em plena tribuna do Senado Federal, dizer diante do Presidente do STF (Ricardo Lewandowiski) que ele havia bloqueado, no STF, um processo contra Gleisi Hoffmann. Confissão pública de um crime, feito pela autoridade máxima do Legislativo, diante da autoridade máxima do Judiciário, em pleno Congresso Nacional. Sabem a consequência deste ato gravíssimo? Nenhuma.

  2. Laudares disse:

    Em tempo General,
    somando-se à descrença na atual matéria prima política do Brasil, serão 1.7 bilhões garantidos nos bolsos dos partidos, para se perpetuarem nas eleições (com urnas eletrônicas), ou introduzirem seus próprios discípulos neste círculo fechado.
    Um grande abraço,
    Laudares

  3. Franco disse:

    Disse tudo. Aliás, o termo liliputiano é bastante conhecido na área criminal.
    O Brasil sangra.

  4. General, a minha vida profissionalmente ativa ocorreu quase totalmente no Regime Militar. Vida normal, liberdade de ir e vir, de estudar, trabalhar, prosperar, constituir família e deixar um legado de dignidade para os filhos. Não preciso discorrer aqui sobre os principais desmandos políticos de hoje, das carências do país ou da desmoralização pública que vivemos, mas registrar a minha indignação por tudo isso, por tamanha decadência e destruição de tudo que os brasileiros de boa índole construíram. Vemos nossas conquistas – as instituições / universidades – contaminadas por gestores da pior estirpe, e por ver nossas gerações sendo doutrinadas maciçamente com essa cultura comunista criminosa que destrói valores humanos e semeia o ódio entre tantos males. Indigna-me também, ver que tanto esforço dedicado na vida ao desenvolvimento do país não traduz nenhum reconhecimento, senão ser tratado de COXINHA e BURGUÊS, simplesmente porque com os nossos esforços possuir um carro popular ou um apartamento de baixo custo.

  5. paulo musambani disse:

    Quem acha que o stf é sério e quer fazer a justiça prevalecer no bRasil levanta o dedo….

    Vergonhoso, um tapa na cara da sociedade…..

    O carma é infinito, essas quadrilhas aterrorizam e comandam a nação com cusparadas na cara da sociedade e fica tudo por isso mesmo……

    Sem chances,,,,estamos ferrados

  6. Maria de Sá disse:

    Infelizmente, a explicação poderia ser bem mais simples: o Artigo 52 , inciso II da Constituição Federal , dá ao Senado a competência para julgar o impedimento de ministros do Supremo. Para a aprovação do pedido, é necessária uma maioria de dois terços. Então, imaginem se alguns supremos personagens, receosos de algumas artes passadas, se arriscariam a cair nas garras de um senado corrupto e vingativo! Enfim, uma mão lava a outra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s