Crimes ambientais, trabalho escravo, riqueza e empregos.

Caros amigos

A Justiça do Trabalho – que não existe nos EUA -, juntamente com tudo e todos que têm algum gene de esquerda, labuta, permanentemente, contra os trabalhadores e sabota a criação de empregos.

O agronegócio, por exemplo, responsável por 22 % do PIB brasileiro, isto é, por mais de 1/5 da nossa economia, e que emprega 12% da nossa população economicamente ativa, ou seja, que gera 35% dos empregos do país, é um dos alvos preferenciais desse tipo de gente e de instituições.
Os produtores rurais são as vítimas preferenciais dos fiscais da justiça trabalhista, travestidos de ambientalistas e de “Princesas Izabéis” dos trabalhadores do campo. Os supostos “crimes ambientais” pelos quais são multados e as acusações de “escravismo”, que os denigrem perante a opinião pública mundial, ameaçam a validade e desestimulam os investimentos nas atividades agrícolas.

A portaria que muda as regras do combate ao intolerável trabalho escravo, recentemente suspensa pela Ministra Rosa Weber, visa não mais do que disciplinar e coibir os evidentes abusos de poder dos “comissários” do trabalho (ou do partido?), sempre apoiados pelos intelectuais orgânicos infiltrados `a esquerda da imprensa brasileira, para os quais qualquer iniciativa que favoreça o produtor de riqueza deve ser vigorosamente combatida.

Segundo Roberto Campos, “o respeito ao produtor de riqueza é o começo da solução da pobreza”. Essa é uma verdade absoluta que eu não canso de repetir e que para ser comprovada basta olhar para os Estados Unidos da América, para onde todos querem ir, trabalhar e voltar ricos.

A Rede Globo, a Vênus Platinada, melhor exemplo de incoerência da história recente do Brasil, incorporada a esse contexto, jogando na base do “tudo ou nada”, ataca de todas as formas e a todo o tempo a portaria e a possibilidade de que venha a vigorar. É o temor de que a esquerda e os corruptos deixem de ser maioria no Congresso e no governo, caso em que ela será colocada a secar no sal, junto com todos os seus “globais” pendurados nas frágeis tetas da desvirtuada e “lei Rouanet”.

Deus é grande, preza a Sua justiça e não nos deixará falhar!

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Crimes ambientais, trabalho escravo, riqueza e empregos.

  1. Mauro César disse:

    Totalmente de acordo com o Sr, General.

  2. Nelson Duarte disse:

    Lamentável… quando as Instituições não cumprem seu papel!!! O povo já está saturado, descrente e sem forças. Lamentável!!!!

    https://www.oantagonista.com/brasil/momento-antagonista-uretra-de-temer/

  3. paulo musambani disse:

    Os comunistas imperam, todos iguais, se fazem de capitalistas, dividem o poder entre eles, e brigam de tempos em tempos pra dizerem que não o são.
    Karl marx é o mestre dessa trupe de trambiqueiros que assola a nação..

    O bRasil está na mão dos patriotas,,,,,,,,,,,,
    As FFAA terão poder de decidir sobre isso em breve..
    O pior esta para acontecer……..
    Aguardemos e rezemos a Deus por nosso futuro..

  4. Maria do Carmo F. Soares disse:

    Saudações Nobre General,

    Compartilho do pensamento do prezado Paulo Musambani:
    “As FFAA terão poder de decidir sobre isso em breve.” E, acrescento as FFAA são o Poder.

    Aguardo ansiosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s