Falecimento do Lineu

Caros amigos

Há alguns anos faleceram meus pais. Dia 12 de janeiro, perdi um irmão, Lineu, cinco anos mais novo do que eu.

Um lamentável acidente de motocicleta, ocorrido há mais de 20 anos, deixaram-lhe sequelas e transformaram sua vida em uma rampa que ele preferiu descer e não subir.

Poderia dizer que ele descansou, o que é verdade, mas tenho dificuldade para dizer isso porque poderia e deveria ter sido diferente, para a alegria de todos nós, particularmente, dos seus filhos, Bruno e Erika, que assistiram de perto a degradação física do pai.

Hoje, olhando as fotografias dele na infância, lembrei do quanto era bonito aquele menino loiro que por cinco anos compôs a trinca inicial dos filhos da Lucy e do Floriano. Depois vieram a Letícia e o Nenis.

Ele era brabo, valente e brigão. Lembro-me de uma vez, ainda na Praia Vermelha, em 1963, quanto ele, aos 9 anos, “saiu na porrada” com um outro menino por razão que não me lembro qual foi, mas que, para ele, era “defesa da honra”. Ele venceu a briga. Bateu no desafeto e em seguida me abraçou, nervoso, chorando como quem busca apoio depois da tensão da luta.

Nunca esqueci desse episódio porque ele me fez ver o papel que me cabia, naquele momento, como irmão maior e, pelo resto da vida, como mais velho.

Nessa condição, nunca pensei que qualquer dos meus irmãos pudesse nos deixar antes de mim. Respeito a vontade de Deus, mas, talvez seja por isso que eu tenha dificuldade para dizer que ele descansou. Não precisava ser assim…

Paulo Chagas

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Falecimento do Lineu

  1. ALEXANDRE BAKKER disse:

    Minhas condolências General.
    Abraço
    Alexandre Bakker

  2. José Renato dos Santos disse:

    Aceite meus sentimentos, General.
    Como o Sr. relatou, seu irmão se libertou.
    Que Deus o tenha.

  3. Maria de Fátima Alvarenga disse:

    São coisas que não tem como esquecer.
    Senti falta dos seus artigos, General.

  4. Benjamin disse:

    Vossas palavras demostram a importância do sentimento de família, os quais o gramscismo do PT tanto mal causou. Meus sinceros sentimentos e continuemos a luta meu General!
    Cel Benjamin Pinto da Rocha.

  5. Rodrigo de Souza disse:

    Minhas condolências, prezado general.

    Que DEUS possa confortar o coração do senhor e de todos os teus familiares.

    Forte abraço!

  6. Leila disse:

    “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s