A estabilidade do País e o “prestígio” dos criminosos

Caros amigos

Estamos vivendo momentos muito estranhos no Brasil, assim como são estranhos, volúveis e mal comprometidos alguns dos ministros da nossa Suprema Corte.

Politizados, eles se têm notabilizado pela capacidade de complicar a justiça e de envergonhar o Brasil ao promover a INSEGURANÇA JURÍDICA e a IMPUNIDADE.

Os escândalos de corrupção envolvendo o Executivo e o Legislativo fizeram com que o Povo depositasse o restante da sua confiança no Poder Judiciário, particularmente enquanto observava as mais de setenta sentenças proferidas pelo juiz Sérgio Moro, no âmbito da Operação Lava Jato, dentre elas a que condenou o Sr Luiz Inácio Lula da Silva, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, a mais de 12 anos de prisão.

A decepção que poderá ser provocada por esse grupo de Ministros empenhados em modificar decisões já tomadas, dissociados da lógica e do momento vivido pelo Brasil, ameaça abranger todo o Supremo com o escandaloso propósito de adequá-las a interesses dos réus, algo que jamais poderá ser chamado de JUSTIÇA!

Corremos o risco inaceitável de termos que assistir a esse desatino ainda na semana em que comemoramos o encarceramento do maior de todos os bandidos da história deste País!

Ao reformar a decisão de dar início ao cumprimento da pena após o julgamento em 2a instância e, assim, devolver a liberdade a Lula da Silva, esses Ministros, por via de consequência, tirarão da cadeia uma multidão de malfeitores e garantirão a impunidade para outros tantos que aguardam sua vez na antessala da já desmoralizada e volúvel Suprema Corte brasileira.

O Comandante do Exército nos avisa que, nessa situação, resta perguntar às instituições e ao povo: “Quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”

Para o bem do Brasil, que o alerta do Gen Villas Bôas e o protesto vindo de todos os rincões da Pátria chegue aos ouvidos de quem tem responsabilidade sobre a estabilidade do Pais e que se julga imune e fora do alcance do julgamento e do poder maior do Povo.

Queremos um país estável e ordeiro, onde todos sejam iguais perante a lei e que esta seja cumprida e não adaptada ao “prestígio” dos criminosos.

Gen Bda Paulo Chagas

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

3 respostas para A estabilidade do País e o “prestígio” dos criminosos

  1. Cláudio Tadeu Fagundes disse:

    Caro General

    Minha esperança maior vem do alto sempre. Creio que tudo coopera para o propósito maior Dele, nosso Senhor. Sendo assim, como instrumentos em Suas mãos, devemos procurar fazer o certo e o melhor possível. Creio também que Ele tem usado muitas pessoas admiráveis para lutar pelo Brasil neste momento tão crítico de sua história.

    Dito isso, eu plaudo o sucesso de muitos brasileiros de bem que vem sendo usados para recuperar a dignidade do nosso país, ainda que a duros e curtos avanços. Nesse contexto suas palavras tem sido uma fonte de orientação e de alertas valiosos para esses lutadores bem intencionados. E também é valiosa a garantia que o senhor tem nos apresentado de que a força reserva de nossa nação, bem preparada, está deste lado da trincheira. Isso nos incentiva ainda mais a enfrentar as corrupções e ideologias estranhas que sugam as forças do povo, com a benção das lideranças corruptas.

    Tenho visto com satisfação que o comandante e seus oficiais se posicionaram com coragem, para avisar, sem meias palavras, a quem precisa ouvir e ao restante da nação que sua vigilância, prontidão e disposição para cumprir sua honrada missão, são reais. Peço a Deus que, sendo necessário acirrar os alertas e até dar outros passos para assegurar um futuro menos inglório para este país, que o comandante e os seus pares prossigam firmes, pois, nem a imprensa, debochada e desprestigiada e muito menos, a maioria dos políticos e supremos malfeitores desse país, representam o pensamento da maioria de nós, o povo indignado.

    Grande abraço

  2. Somos humanos e falhos, porém brasileiros envergonhados com a situação da Nação que se encontra sobre comando de vagabundos, não respeitam ao país, como iriam nos respeitar? Estamos apavorados pedindo socorro urgente das Forças Armadas,temos fé em Deus que pode tudo, porém esperamos uma posição de nossas forças, pois é a quem temos para recorrer
    Grata e certa que irão nos socorrer em breve

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s