Jair Bolsonaro e o pânico do “mecanismo”

Caros amigos

O projeto de poder do Foro de São Paulo pode ser resumido em cinco ações fundamentais, sintetizadas em cinco verbos: conquistar, comprar, permanecer, aparelhar e cooptar.

No Brasil, pela exacerbação da desonestidade do “Intelectual coletivo”, também chamado de “Moderno Príncipe” ou de “Partido dos Trabalhadores”, o caos e a corrupção vieram a furo antes da completa realização das ações fundamentais e, por via de consequência, os instrumentos da lei passaram a agir e a trazer à luz toda a sujeira escondida nos bastidores da trama.

O Congresso Nacional, posto a nu, defende-se como pode. Voltado para si mesmo, busca desesperadamente e à sua maneira hipócrita e desonesta uma forma de livrar-se dos holofotes da Polícia Federal, do Ministério Público e da Justiça de Primeiro Grau.

O Supremo Tribunal Federal, carente de juízes, mas farto de advogados comprometidos com a “clientela”, procura manter a aparência de isento e, utilizando-se da sua reconhecida capacidade de retardar processos e de acobertar e favorecer bandidos poderosos, faz o que pode para encontrar uma solução que agrade ao seu eleitorado.

Na confusão do caos e do desespero, sobressai a figura do Deputado Jair Messias Bolsonaro, cada vez mais prestigiado pela sociedade por não se enquadrar no perfil da maioria dos congressistas brasileiros, isto é, não é demagogo, é honesto, é franco, diz o que pensa, não esconde o que faz e, principalmente, não é corrupto!

Trata-se de uma “mariposa em festa de sapo”, todos querem engoli-lo porque, enquanto ele existir e puder ser comparado à imundice de seus pares, mais admiração, fama e respeito acumulará junto ao eleitorado carente de representantes como ele.

Não é por outra razão que a desacreditada Suprema Corte, por intermédio do Ministro-Sapo Luiz Fux, ainda o mantém grudado em sua língua pegajosa como réu em duas absurdas ações – calúnia e apologia ao estupro -, movidas pela patética Deputada Maria do Rosário!

Todas as provas da sua inocência estão gravadas em vídeo, o que agrava o absurdo, expõe a motivação política dos processos, desqualifica os interessados e revela o pânico que homens e mulheres como Bolsonaro provocam nas “autoridades” comprometidas com o mecanismo de exploração da sociedade brasileira (*)

Gen Bda Paulo Chagas

(*) http://oglobo.globo.com/brasil/a-importancia-da-lava-jato-20912719

Anúncios
Esse post foi publicado em Atualidades. Bookmark o link permanente.

13 respostas para Jair Bolsonaro e o pânico do “mecanismo”

  1. Carlos Zindel disse:

    …e vai piorar ainda mais, enquanto palhaços, analfabetos, bêbados, drogados, débeis, malucos, ladrões, corruptos e oportunistas em geral puderem chegar ao Governo via aclamação popular como em um programa de auditório, sem terem que prestar concurso e provar a capacidade, sem estarem amarrados a um contrato de verdade, realista, que estipule obrigações e penalidades severas de fato, e não patéticas como hoje em dia, vendendo-se abertamente e ‘legalmente’ aos ‘financiadores de campanha e lobistas’ ao invés de trabalharem para o povo (trouxa) que os elegeu, enquanto houver o ‘foro privilegiado’ e os juízes do Supremo indicados por comparsas, também sem a necessidade de prestarem qualquer concurso, enquanto um juíz desqualificado e não concursado tiver o poder de alterar a Constituição junto com um congressista lider em processos por corrupção, pra proteger uma governante inepta e corrupta na cara de todos, ao vivo e de improviso, em cadeia nacional, e todos (os três) permanecerem impunes , enquanto outro juíz desqualificado e não concursado tiver o poder de soltar um fascínora monstruoso condenado a muitos anos de cadeia, e que não cumpriu quase nada da pena, sem ter que dar explicações a ninguém, sabe-se lá por que razão (‘razão’ aqui é puro sarcasmo), enquanto isso seguir acontecendo as coisas vão continuar piorando… Nós damos poder demais a quem nunca mereceu poder nenhum, e depois nos perguntamos ‘por que não deu certo, por que não funciona?’ Não vai funcionar nunca, nunca funcionou, e pelo jeito ainda vai piorar muito mais, infelizmente…

  2. Almanakut Brasil disse:

    Qualquer cenário para 2018 é “chute” | Marco Antonio Villa

    Jovem Pan Notícias – 13/03/2017

    Se impedirem o Bolsonaro de se candidatar e deixar o maior bandido da história do Brasil, concorrer à presidência, sem ter ido para a cadeia, o caos e a guerra civil virá!

    Vão falhar, MILITARES?

  3. Ricardo Bartolome disse:

    Ímpeto!
    Só temos que aplaudir a coragem e imparcialidade da Revista Sociedade Militar em republicar a postagem do Ex. General Paulo Chagas, e a ele, pela iniciativa e Ímpeto a que se deve esperar de Homens que tem a Honra de comandar tropas Leais. Dizem que o STJ não se curva nem a Deus, mas; eles perambulam em terras de homens que são seus filhos e Servos.
    Hoje temos pelo menos à luz, alguns Homens como o Gen. Paulo Chagas, O Gen. Antonio Mourão o Gen. Augusto Heleno entre outros, que podem no momento exato podem fazer o que aos olhos da Democracia, contaminada, corroída, e aparelhada, já não é mais possível.
    Há estradas que não devem ser seguidas, exércitos que não devem ser atacados, cidades que não devem ser sitiadas, posições que não devem ser contestadas e COMANDOS do “soberano” que não devem ser obedecidos. Sun Tzu.

  4. Hiago disse:

    muito bom general

  5. Hiago disse:

    General , o senhor poderia me dizer por que o exército dificulta tanto a vida dos atiradores esportivos , policiais , e cidadãos , quando se trata de armas , sem falar na proteção do monopólio de armas aqui no Brasil.

  6. Rodrigo de Souza disse:

    Texto perfeito, prezado general!

    Temo que Jair Bolsonaro seja condenado, já que o STF continua rasgando a Constituição. Gostaria de saber a opinião do senhor sobre esta questão. Caso o senhor acredite que Bolsonaro seja condenado, nós teríamos alguma alternativa confiável (alguém honesto como Bolsonaro e que dispõe de chances de vitória)?

  7. Kevin Artsu disse:

    O Supremo Tribunal Federal não possui as credenciais mínimas de moralismo para condenar o patriota Jair Messias Bolsonaro

  8. Carlos Zindel disse:

    A família Bolsonaro tem o meu voto! Atuando para que haja a revogação do ‘estatuto do desarmamento’, lutando por um direito fundamental de todos os brasileiros, a defesa pessoal.
    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2017/03/ato-contra-estatuto-do-desarmamento.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s